Vitamina E

A vitamina E também conhecida como tocoferol, é uma vitamina lipossolúvel que possui funções antioxodantes, além de ser considerada a vitamina do rejuvenescimento e que combate a infertilidade. Ela foi descoberta quando pesquisadores estudavam a causa de abortos em ratas e de esterelidade em ratos, os pesquisadores notaram que a causa desses problemas se devia à ausência de uma substância em comum chamada de tocoferol. Sendo assim, ficou-se descoberta a vitamina E bem como as funções que ela desempenha no organismo. Ela é encontrada em maior quantidade em produtos de origem vegetal, no entanto pode ser encontrada em pequenas quantidades em produtos de origem animal.

Além das funções já mencionadas, a vitamina E também auxilia no fortalecimento do sistema imunológico, previnindo o surgimento de doenças como as cardiovasculares, atua nos órgãos genitais tanto masculino quanto o feminino e evita a esterelidade. A sua função antioxidante permite que a vitamina E evite o envelhecimento precoce além de combater os radicais livres, além disso permite com que ela proteja o organismo de alguns tipos de câncer. Por ser uma vitamina lipossolúvel, é necessário que os lipídios estejam presentes no organismo para que essa vitamina possa ser transportada e aproveitada pelo organismo, dessa forma uma dieta muito pobre em lipídios pode causar o comprometimento da absorção dessa vitamina.

A vitamina E é encontrada em diversos tipos de alimentos, isso faz com que as pessoas consigam obter com facilidade as quantidades de vitamina E suficientes para a manutenção do funcionamento saudável do organismo.

Causas e consequências da deficiência da vitamina E

Causas da deficiência de vitamina E: 15 mg por dia é a quantidade de vitamina E recomendada para adultos, no entanto essa vitamina é mais encontrada em produtos de origem vegetal, facilmente é possível obter a quantidade necessária dessa vitamina em uma dieta saudável. No entanto, as alterações que são feitas na alimentação como um elevado consumo de alimentos processados bem como um consumo deficiente de alimentos fontes de vitamina E, podem acarretar problemas devido a deficiência de vitamina E no organismo. Sem dúvida, essa deficiência deve ser evitada, pois diversos males são provocadas no organismo quando a concentração dessa vitamina no organismo é baixa.

Doenças que atingem alguns órgãos como fígado, pâncreas ou vesícula biliar podem atrapalhar a absorção da vitamina E e dessa forma causam uma moderada deficiência dessa vitamina. Outro problema que pode causar deficiência de vitamina E em bebês recém nascidos, é quando essa vitamina não é transmitida para o bebê em quantidades suficientes durante o período de gestação.

Consequências da deficiência de vitamina E

Problemas neurológicos – A deficiência dessa vitamina causa danos nas células nervosas.
Envelhecimento precoce – A lipofuscina é um pigmento que causa manchas acastanhadas na pele, principalmente de pessoas idosas e que indica o tempo de vida da célula.
Risco aumentado do desenvolvimento de câncer – A vitamina E possui substâncias antioxidantes que combatem alguns tipos de câncer.
Abortamentos e infertilidade – Essa vitamina possui substâncias que combatem a infertilidade, pois atuam no funcionamento correto dos órgãos genitais e evita abortos.

Alimentos ricos em vitamina E

As frutas oleaginosas como castanha, nozes, amendoim, avelã são excelentes fontes de vitamina E
Vegetais com folhas verdes – couve, alface, brócolis, repolho e espinafre
Cereais integrais
Leguminosas
Óleos vegetais (milho, soja, girassol)
Azeite de oliva
Pode ser encontrada também em pequenas quantidades em carnes magras e laticínios

As maiores quantidades de vitamina E estão presentes em alimentos de origem vegetal, para quem apresenta uma dieta bem variada que contém diversos tipos de alimentos, entre eles os que são fontes de vitamina E, não irá apresentar deficiência dessa vitamina.

Consequências do excesso de vitamina E

Assim como em outros tipos de vitaminas, o excesso de vitamina E está relacionado com a suplementação excessiva dessa vitamina. Vale ressaltar que todos os nutrientes devem ser obtidos de forma harmoniosa, pois apesar de trazerem benefícios à saúde, os efeitos do excesso de vitaminas e minerais é muito prejudicial ao organismo. Pode-se destacar nos efeitos provocados pelo excesso de vitamina E, um agravamento causado nos processos inflamatórios bem como o aumento do risco do indivíduo apresentar problemas cardíacos. É possível também observar, que em casos de excesso de vitamina E, as necessidades de vitamina K são aumentadas, pois pode haver hemorragias em indivíduos que fazem o uso de anticoagulantes.

Os alimentos fontes de vitamina E, em geral são consumidos com moderação ou com escassez pela população, isso pode fazer com que o indivíduo procure uma suplementação por conta própria dessa vitamina, no entanto o alerta para os problemas causados pelo excesso dessa vitamina já foi dado, pois o importante é que possamos obter os nutrientes necessários à saúde através da alimentação.

 

 

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber dicas sobre como ganhar dinheiro em seu e-mail e "de quebra" baixar o e-book "Manual do Investidor"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print