Vinte dicas para alcançar o primeiro milhão de reais – parte 2

E aqui vamos nós, continuando o artigo Vinte dicas para alcançar o primeiro milhão de reais – parte 1! No artigo anterior, vimos as dez primeiras regras, aquelas mais urgentes para pôr em prática a fim de estancar possíveis “vazamentos financeiros” e corrigir o nosso rumo buscando o sucesso. Agora, ver outras dez dicas que, se seguidas corretamente (e em conjunto com as dez anteriores) o ajudarão a chegar no tão sonhado um milhão de reais!

E então, pronto para ir mais além no desafio de tornar-se um milionário? Então vamos lá!

Dica #11 – Seja apaixonado pelo desafio de ganhar dinheiro

Um dos maiores problemas das pessoas que querem ganhar dinheiro é o fato de que elas não amam o desafio em si. Como todos aqui já sabem, não se consegue um milhão de reais da noite para o dia (exceto se você já for um multimilionário e investir pesado em um negócio de grande sucesso), sendo assim, se você não ama o desafio, você irá cansar-se no trajeto, sentir-se-á frustrado, pensando que nada está funcionando.

Então, tão grande quanto o seu desejo de ficar rico deve ser a sua paixão pelo “jogo do dinheiro”. É como eu sempre digo: “a vida é um jogo e minha conta bancária é o meu score” (pontuação, em português). E então, pronto para ganhar muitos pontos nesse jogo?

Quanto mais você amar o desafio de ganhar dinheiro e se interessar por encontrar novas formas, mais fácil lhe parecerá ganhá-lo.

E da próxima vez que alguém lhe perguntar se você pratica algum esporte radical, diga: “sim, ganhar dinheiro!”. 😀

Dica #12 – Busque sempre ser eficiente e efetivo em tudo o que faz

Outro ponto que você precisa entender para ganhar mais dinheiro em seu emprego ou negócio é saber que a melhor forma de ganhar mais é conseguindo fazer mais e melhor. Quantidade e qualidade ditam os lucros no final do dia.

Algumas pessoas estão acostumadas a executar suas tarefas de um determinado jeito, mesmo sabendo que aquela não é a melhor maneira de executá-la. Com isso, perdem tempo ou não a completam com excelente qualidade. Obviamente, se você é um empregado, fazer as coisas de forma eficiente pode ajudá-lo a destacar-se, a galgar novas posições, e se você é dono de seu próprio negócio, isso pode ajudá-lo a gerir melhor seus negócios.

Aplique sempre a regra de Paretto ( 80 / 20 ) em sua vida! O princípio de Paretto enuncia que 80% dos resultados são obtidos por meio de 20% das ações, em outras palavras, somente 20% do que você faz leva a 80% dos resultados, sendo os outros 80% responsáveis por somente 20% dos resultados… E se você conseguisse identificar quais os seus 20% que levam aos bons resultados, eliminar os outros 80% e reforçar aqueles primeiros 20% dobrando-os? Você estaria fazendo somente 40% dos esforços, mas conseguindo 160% dos resultados! Isto é, uma redução de 60% no trabalho e, mesmo assim, um aumento de 60% nos lucros!

Claro, na prática é muito difícil chegar rapidamente a resultados tão surpreendentes, mas com o tempo e com calma você irá descobrindo como reduzir os desperdícios e reforçar o que realmente é válido.

Dica #13 – Desenvolva seu próprio negócio

Em um determinado momento, você perceberá que talvez somente tendo seu emprego não seja suficiente para vencer essa corrida. Talvez seja hora de iniciar o seu próprio negócio.

Uma coisa a se preocupar quando criando o seu próprio negócio é quanto a adequá-lo da melhor forma possível ao seu bolso e ao seu tempo. Se você trabalha em uma empresa, deve lembrar que mais de 50 horas semanais suas são utilizadas em seu emprego (estou incluindo aqui o tempo de percurso até o local de trabalho). Sendo assim, não é possível desenvolver um negócio que, para conseguir algum tipo de lucro, demande grande parte de seu tempo.

Há vários pequenos negócios que você pode desenvolver na Internet ou fora dela. Infelizmente, desconheço algum lugar que descreva com precisão e bastante informação as melhores oportunidades de pequenos negócios (iniciei uma lista, mas ainda não está conclusa), sendo assim, você precisará procurar um pouco.

O seu próprio negócio pode representar-lhe uma renda extra ou mesmo substituir completamente o seu antigo emprego, permitindo-lhe dedicar-se exclusivamente a ele, mas o ideal é que você não assuma um grande risco abandonando seu emprego antes de ter uma boa reserva financeira e seu negócio estar tendo fluxo de caixa suficiente para tal, ok?

Dica #14 – Mantenha um rigoroso controle sobre todo dinheiro que entra e sai

E aqui vamos nós ao quarto passo, onde lembramos nosso amigo leitor da importância de controlar todo dinheiro que entra e sai, tanto em seu negócio, quanto em seu orçamento doméstico!

O controle de entrada e saída de dinheiro é chamado fluxo de caixa e pode ser melhor compreendido por meio do nosso artigo Fluxo de caixa em pequenos negócios.

Um fluxo de caixa bem feito pode ajudá-lo a projetar o caixa da empresa (ou da sua família) alguns meses à frente, o que o ajudará a saber se está indo no rumo certo ou não. E sabendo qual o rumo que você está tomando poderá melhor reforçá-lo ou corrigi-lo, não acha?

Dica #15 – Foque no crescimento do seu patrimônio líquido

E aqui está um ponto bem interessante, proveniente do tão comentado por mim “Os Segredos da Mente Milionária“: pessoas de mentalidade pobre tendem a focar em seus salários, já pessoas de mentalidade rica focam em seu patrimônio líquido.

Faça o seu patrimônio líquido crescer e foque no mesmo, pois não importa se você ganha R$ 500,00, R$ 1.000,00 ou R$ 5.000,00, se o seu patrimônio líquido não cresce  você não estará tendo um progresso real – estará gastando tudo o que ganha e, com isso, eliminando as chances de chegar ao primeiro milhão de reais.

Dica #16 – Saiba delegar tarefas quando possível (outsourcing)

Outro ponto importante é reconhecer quais tarefas podem ser delegadas a outras pessoas. Delegar tarefas é importante por vários motivos:

  • Em muitos casos, ajuda a reduzir custos;
  • Em alguns casos, o custo não é reduzido, porém o profissional que a executa possui grande experiência, o que aumenta a qualidade e, assim, o custo x benefício;
  • Permite aumentar a produção, uma vez que outras pessoas estarão envolvidas no processo;
  • Libera seu tempo para preocupar-se com outras coisas importantes (seja para empresa, seja para lazer em família).

Eu, por exemplo, estou terceirizando alguns pontos importantes de minhas atividades a fim de liberar mais do meu tempo e assim poder curti-lo com a minha família, pois como eu também tenho um emprego, se eu não o faço meus pequenos negócios acabam por tomar 100% daquilo que deveria ser tempo livre.

Outsourcing está se tornando cada vez mais comum com a disseminação da banda larga e aumento de pessoas procurando oportunidades para trabalhar em casa… Você deveria tirar proveito disso!

Dica #17 – Se acredita em seu negócio, invista de verdade!

E aqui vamos ao sétimo ponto de hoje: investir em seu próprio negócio. É comum as pessoas iniciarem um negócio com algum dinheiro e, após alguns meses ou um ano não mais investirem nele, gastando todo mês tudo que o negócio faturou. Diga-me, se você gasta todo dinheiro que seu negócio ganhou e não investe do seu próprio bolso para vê-la crescer, como esperar que ela ganhe mais dinheiro?

Algumas pessoas não vão gostar de ter lido isso, vão torcer o nariz, vão dizer: mas é tão pouco que meu negócio ganha e você ainda me diz para gastar mais dinheiro nisso? Sim, é o que eu estou dizendo! Se você acredita em seu negócio, se você sabe que ele pode crescer muito, investir é o melhor caminho; mas se você não acredita em seu negócio, se acha que o mesmo não pode conseguir crescer mais…  Então por que ainda está nisso? Limitar-se desta forma limita suas chances de alcançar o seu milhão de reais!

Dica #18 – Tenha um planejamento para curto, médio e longo prazos

Você possui um planejamento detalhado para todas as suas ações? Sério mesmo ou é aquele “plano mental”, que está somente em sua cabeça e vira e mexe você acaba por bagunçar ele todo? Você planeja nos três tipos de prazos, isto é, a curto, médio e longo prazos?

Vamos colocar assim:

  • Planejamento que não está em papel não é planejamento, é ilusão!
  • Tudo deve estar escrito no papel, quanto mais extenso e detalhado for, melhor!
  • Planejamento deve sempre abraçar os três prazos com objetivos bem claros, isto é: o que você espera alcançar a curto prazo e o que você fará para isso? E a médio prazo? E a longo prazo?

Dica #19 – Revise periodicamente seu plano de ação

Em seu planejamento, o “como alcançar o objetivo” é considerado seu plano de ação. Isso deveria compreender tanto a parte operacional quanto as partes administrativa e estratégica.

Mas você perceberá que, com o tempo, você aprenderá coisas novas, formas melhores de executar determinada tarefa ou perceberá que pode alcançar um novo objetivo, ou conquistar recursos para terceirizar tarefas. Enfim, você pode querer rever seu plano de ação, atualizando-o e, assim, mantendo-o aplicável ainda.

Faça-o. Programe um tempo em sua agenda para fazer revisões em seu plano de ações. Geralmente essas revisões são feitas a cada seis meses, de tal forma que o plano de ação não é atualizado a todo instante, mas também não fica completamente defasado.

Dica #20 – Se quer ganhar dinheiro, não fique aí parado – comece agora mesmo!

E a vigésima dica desta nossa “série de dois artigos” é bem simples: se você quer ganhar dinheiro, não fique parado, comece agora mesmo!

Digo isso porque é muito comum ficarmos somente lendo mais e mais informação sobre um determinado assunto e não tomarmos uma atitude. Acredito que, de cada 100 pessoas que lerem este artigo, ao menos 80 delas concordarão com esta afirmação, mas somente 10 delas partirão para a ação e, destas, 5 desistirão antes mesmo do primeiro mês!

Esta é a verdade, senhoras e senhores: não há mais pessoas ricas justamente porque desistimos antes mesmo de tentar de verdade! Iniciar, persistir, corrigir o rumo, persistir, buscar algo novo, persistir… Esse é o caminho a ser seguido por quem deseja chegar lá, mas perceba que ele começa no simples “Iniciar”, isto é, se você nunca começar, nunca poderá chegar ao seu milhão!

_______________________

Enquanto escrevia este artigo, surgiram-me duas outras dicas que também são muito importantes e decidi adicioná-las como bônus. :)

Estas dicas referem-se a trabalhar isso em família e ao mesmo tempo não deixar que isso prejudique a mesma. Bem, vamos lá!

Dica #21 – O primeiro milhão de reais deveria ser um projeto em família!

Um dos piores obstáculos que se pode enfrantar é quando somente você deseja chegar ao milhão de reais e sua esposa ou marido não compartilha do interesse, não o (a) ajuda.

Quando todos em sua casa dividem essa ambição, todos compreendem aquelas horas gastas em um novo negócio que ainda não está rendendo dinheiro, todos estão empolgados com a primeira venda conquistada em um fim de semana e todos estão empenhados no objetivo.

Entretanto, quando você está sozinho, aos poucos você perceberá que além de não receber apoio o cônjuge pode, inconscientemente, sabotá-lo em algumas de suas ações. É a crítica constante por você estar gastando algumas de suas horas livres em algo que aparentemente é infrutífero, é a cobrança insistente por resultados imediatos e a zombaria por ter se passado outro mês e os lucros de seu negócio não renderem o suficiente para pagar uma pizza.

Agora, lembre-se que não se pode obrigar ninguém a fazer o que não quer: é necessário conversar e apresentar as vantagens que podem ser conquistadas com tal empreitada – e por favor, lembre-se de mencionar que os frutos não serão colhidos somente quando chegar ao primeiro milhão, mas sim durante toda a trajetória, por meio de uma maior liberdade financeira e possibilidade de curtir mais momentos em família de um jeito único!

Dica #22 – Saiba aproveitar a vida ao lado de sua família!

E a vigésima segunda dica é: saiba aproveitar a vida ao lado de sua família! Não deixe que o sonho pelo milhão de reais destrua completamente seu lar por uma ganância desenfreada. Dinheiro é bom, mas ainda assim é um instrumento para garantir a sua comodidade, o seu poder aquisitivo.

Saiba reservar um tempo para curtir passeios em família, férias, e jogos divertidos em sua própria casa! E o melhor de tudo: busque descobrir modos criativos e econômicos de divertir-se com sua família!

Até algum tempo atrás, o principal passeio de fim de semana de minha família era o mesmo: íamos até o Shopping Jardins (um dos shopping centers de Aracaju-SE), almoçávamos no restaurante Bonaparte e íamos seguíamos para o play center de lá para que nosso filho de dois anos pudesse brincar um pouco. Retornávamos então para casa (não temos carro e como voltávamos tarde e cansados, pedíamos um táxi) e assim, ao final do dia, havíamos gasto quase R$ 100,00. Além do custo econômico, esqueci de comentar que toda vez que estamos nos arrumando para ir ao shopping, meu filho parece “ligar no máximo” e apronta pela casa toda, o que nos deixa estressados.

Então imaginem só: correria para arrumar-se, estresse com a bagunça pela casa e um custo de R$ 100,00. Além de tornar isso somente uma rotina (e aos poucos, foi perdendo a graça)! Hoje, variamos mais nosso final de semana, muitas vezes ficando em casa (R$ 0,00 gasto em táxi), pegando um filme para assistir (R$ 2,50 em locação), brincando com nosso filho (R$ 0,00 gastos e uma alegria que não tem preço) e comendo algo em uma das várias lanchonetes e quiosques que há aqui perto (R$ 14,00 em lanche).

Viram só? Quando estamos atentos ao que fazemos, é fácil encontrar um meio de gastar menos e, mesmo assim, ainda divertir-se muito mais!

E então, agora está pronto para alcançar o seu primeiro milhão de reais?

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber dicas sobre como ganhar dinheiro em seu e-mail e "de quebra" baixar o e-book "Manual do Investidor"?

E-mail:

One comment

  1. […] [UPDATE] Segunda parte do artigo publicada – Vinte dicas para alcançar o primeiro milhão de reais – parte 2 […]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print