Archive for Profissões

Desenvolvimento pessoal e sua carreira

Você está satisfeito com sua carreira? Se ir trabalhar faz você se sentir deprimido, você deve ler este artigo e pensar em fazer algumas mudanças.

Desenvolvimento pessoal e sua carreira

Se você está infeliz com seu trabalho, tenha tempo para pensar sobre o assunto e identifique o que faz você infeliz. Talvez pequenos detalhes podem fazer o seu trabalho muito mais agradável, como trabalhar com colegas diferentes, ou escolher trajeto mais curto, uma remuneração mais elevada ou projetos mais interessantes para trabalhar. Se você sentir que fazer pequenas mudanças poderá ajudá-lo a desfrutar mais do seu trabalho, fale com o seu supervisor e com seus colegas. Prepare uma lista de argumentos para convencer o seu supervisor de que você é confiável e pode ser responsável com projetos mais importantes ou que merecem uma remuneração mais elevada.

Talvez fazer um esforço para adotar uma atitude positiva em relação ao seu trabalho irá ajudá-lo. Se você se sente estressado o tempo todo, tente fazer alguns exercícios de relaxamento e procure ver as coisas de forma mais otimista. Uma vez que a pressão se foi, você pode achar que seu trabalho não é tão ruim, afinal. Se você está tendo um tempo difícil com seus colegas, faça um esforço para conhecê-los e estabeleça um melhor relacionamento com eles. Você também deve lembrar-se sobre suas realizações diárias e as coisas que você será capaz de desfrutar graças ao seu salário.

Se a melhor opção é encontrar um outro emprego, comece a fazer alguma pesquisa sobre a carreira em que você está realmente interessado e converse com pessoas que estão em empregos que você quer e descubra como eles conseguiram esses empregos. Se você não tem certeza sobre o que você quer fazer, você deve se reunir com um professional coach. Um professional coach o ajudará a identificar as razões pelas quais você odeia seu trabalho atual e a encontrar a carreira certa através de uma série de testes. Você também vai saber mais sobre trabalhos que você nem sabia que existiam. Seu professional coach também vai ajudá-lo a encontrar um emprego e dar-lhe algumas dicas úteis sobre como enviar um pedido de emprego, colocar um resumo e como atender a uma entrevista de emprego.

Conseguir um emprego diferente pode exigir que você obtenha um novo diploma ou proceda por algum curso técnico. Você pode ter que manter o seu emprego atual tal que você possa financiar sua nova educação, mas você também deve pensar em aplicar-se a bolsas de estudo ou mesmo pedir dinheiro emprestado, pois você será capaz de devolver com seu novo emprego. E em alguns casos, é possível que seu novo empregador financie sua educação. Se você tiver que ir para a faculdade por alguns anos, tenha tempo para pensar sobre sua decisão e tenha certeza de que você será capaz de trabalhar duro por alguns anos para que você possa começar a carreira que você sempre quis.

Aproveite o tempo para pensar sobre o seu trabalho e por que você não gosta dele. Se você decidir fazer alterações e talvez procurar um novo emprego, já sabe o que pode ser feito.

Saiba quando usar o FGTS


O FGTS, Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, é um benefício ao qual todo trabalhador tem direito. Trata-se de uma contribuição compulsória que toda empresa deve contribuir, depositando um percentual (cerca de 8%) baseado no salário do empregado em uma conta de fundo de garantia do mesmo. Entretanto, apesar de pertencer ao funcionário, o mesmo não pode ser sacado sem um bom motivo. Algumas das situações em que se pode fazer uso do mesmo são:


* Aposentadoria: ao se aposentar, o indivíduo pode realizar o resgate do valor em seu FGTS;


* Compra ou quitação de prestações de imóvel: pode-se utilizar os recursos do FGTS para honrar o pagamento das parcelas de um imóvel adquirido;


* Em caso de problemas de saúde sérios ou desastres naturais;


* Em caso de demissão sem justa causa.


Para utilizar-se do FGTS, o trabalhador precisa providenciar toda a documentação exigida e apresentá-la na Caixa Econômica Federal. Lá ele poderá ser informado quanto à documentação necessária (geralmente a carteira de identidade – RG – , carteira de trabalho e PIS/PASEP), o processo de solicitação do FGTS bem como o tempo que irá levar para ter acesso real ao mesmo (sim, o resgate não será feito no mesmo dia!).


Vale lembrar que o trabalhador somente terá acesso ao FGTS se não foi demitido com justa causa, caso em que ele perde o direito ao benefício!


É interessante lembrar que os recursos do FGTS não ficam lá, completamente parados, inertes. O governo federal utiliza-se dos mesmos para promover o desenvolvimento, por exemplo no financiamento de novas habitações!


Espero que agora você já saiba quando usar o FGTS!

Como lidar com chefes narcisistas

Aprender a lidar com os vários estilos de liderança é uma das principais características de um bom profissional. Mas, e quando o líder de uma equipe profissional, que deveria promover a comunicação e a competição saudável entre os membros de seu grupo, ao invés disso é uma pessoa narcisista cujo excesso de autoconfiança e convencimento pode atrapalhar o bom andamento das tarefas no ambiente profissional? Afinal como lidar com chefes narcisistas sem perder o autocontrole ou a razão? É o que analisaremos nesse artigo.

Características de um chefe narcisista

O que caracteriza principalmente uma pessoa narcisista é seu comportamento excessivamente vaidoso, com uma autoestima elevada na qual não existe lugar para mais ninguém, em outras palavras é aquela pessoa que por algum conflito emocional, é uma pessoa egocêntrica e por vezes autoritária, para compensar em alguns casos, sentimentos de inferioridade que podem estar escondidos em seu inconsciente. Desse modo, quando esse indivíduo consegue chegar à gerência em uma corporação empresarial pode trazer grandes problemas a todo o trabalho da equipe profissional que lidera.

Principais problemas de chefes narcisistas no ambiente de trabalho

De acordo com pesquisas realizadas, o chefe narcisista, devido ao seu alto grau de autoconfiança e a necessidade que essas pessoas têm de estar sempre no centro das atenções, acaba impedindo a boa comunicação entre os membros da equipe que lidera, favorecendo em alguns casos um ambiente de disputa que pode gerar-se entre os profissionais. Segundo alguns pesquisadores entre as principais características que os chefes narcisistas possuem, e que atrapalham o ambiente profissional, estão:

  • Pela necessidade de estarem sempre em evidência no trabalho que desempenham não escolhem os candidatos mais capacitados para trabalhar com ele, pois têm receio da competição, ou que o novo funcionário consiga se sobressair nas tarefas profissionais melhor que ele;
  • Interferem de maneira negativa no processo da boa comunicação que deve existir dentro de uma equipe profissional, pois como são egocêntricos e autoritários não aceitam opiniões contrárias à que acreditam que seja verdadeira;
  • Normalmente pela sua falta de habilidade em lidar com os membros de sua equipe profissional e pelo seu egocentrismo acabam promovendo um ambiente hostil e de disputa entre eles, não favorecendo o aparecimento de ideias criativas que possam vir a contribuir para o desenvolvimento dos profissionais nem tampouco para a lucratividade da empresa em que trabalham.

Como lidar com chefes narcisistas

Sugestões para trabalhar com chefes narcisistas

Os profissionais especialistas na área de recursos humanos orientam que o trabalho com chefes narcisistas pode ser bastante estressante para a maioria das pessoas, principalmente se elas forem competentes nas tarefas que desempenham nas organizações empresariais. Por isso, algumas sugestões que poderiam auxiliar nesse relacionamento profissional seriam:

  • Tentar realizar o trabalho sem se preocupar com o autoritarismo e o egocentrismo do chefe;
  • O profissional não deve expor novas ideias somente para ele quando vocês estiverem sozinhos, ao invés disso, tentar se unir à equipe na hora de propor novas formas de trabalho;
  • Se a corporação tiver um setor de recursos humanos eficiente, vale a pena o grupo tentar resolver seus problemas com o chefe narcisista apoiado por esse setor da empresa.

Por Salete Dias

Como se comportar em almoços de reunião de trabalho

De repente o profissional é convidado para uma reunião de trabalho em um almoço com aquele chefe ou aquele colega de profissão com quem não tem muita afinidade, ou que ainda não teve oportunidade de trabalhar junto. Como se comportar nessas ocasiões, que às vezes podem ser bastante constrangedoras? É o que analisaremos nesse artigo.

A escolha do restaurante

Escolher um bom restaurante de acordo com as possibilidades financeiras que o profissional dispõe, é fundamental para que ele consiga se sair bem nos almoços de negócio e tenha êxito em algum empreendimento que porventura deseje concluir. No entanto, se o profissional convidado é hierarquicamente inferior aos outros que também participarão desse evento e o restaurante selecionado para a reunião for muito caro, essa situação pode trazer algum constrangimento no momento de pagar a conta. Por isso, uma boa sugestão é, antes de participar de almoços de trabalho em restaurantes, verificar qual o tipo que será escolhido, se um local informal ou mais sofisticado.

Para que a reunião de negócios possa ser realizada com êxito, o ideal é que o restaurante escolhido pelos profissionais seja um local tranquilo, para que os principais assuntos possam ser debatidos. Em lugares repletos de clientes, no qual há muito barulho, com certeza ficará difícil realizar uma reunião produtiva para o grupo de profissionais. Para aquelas pessoas que sempre costumam chegar antes do horário combinado, uma boa sugestão é ficar no bar do restaurante aguardando os outros profissionais, e nunca ir para a mesa escolhida sozinho.

Saber escolher a refeição certa

No momento de selecionar no cardápio a refeição que deve ser pedida é necessário que os profissionais que estão participando de um almoço de negócios tenham alguns cuidados. Por exemplo, se a pessoa não está acostumada a comer determinado tipo de alimento, deve evitar experimentá-lo nesse dia, pois o profissional deve ter em mente que ele precisa estar concentrado nos assuntos profissionais que serão discutidos no almoço. Por isso, esse não é momento ideal para provar novos pratos que possam interferir na digestão, e consequentemente no entendimento das questões profissionais abordadas durante o almoço de negócio.

No momento de pagar a conta

De acordo com especialistas na área de consultoria de estilos, de uma maneira geral quem convida alguém para sair deve pagar a conta. E em almoços de negócios não poderia ser diferente. Normalmente, se foram os gerentes que fizeram o convite do almoço, eles com certeza pagarão a conta. Porém, se o evento foi decidido de última hora, a certeza de quem deverá arcar com as despesas pode não estar definida, e então no momento cada profissional pagará o que consumiu.

Nesse momento não deve haver constrangimentos, e mesmo quem não comeu a mesma quantidade que os outros não deve fazer nenhum tipo de comentário nessas reuniões de almoços de negócios, pois em algumas empresas a atitude de algum funcionário pode estar sendo avaliada nesse momento. Desse modo, a sugestão nesses casos é tentar ser o mais gentil possível com todos os participantes do almoço, e conseguir expressar boas ideias que poderão contribuir para seu sucesso profissional.

Por Salete Dias

Almoços de reunião de trabalho

Resolvendo problemas no trabalho com criatividade

A criatividade humana é capaz de ajudar as pessoas de várias maneiras possíveis, inclusive a resolver problemas no trabalho. Nesse artigo, veremos a possibilidade de contornar os conflitos no ambiente profissional utilizando essa capacidade tão importante para os seres humanos.

Sugestões para solucionar problemas com criatividade

O ambiente profissional nem sempre pode ser um local prazeroso para a grande maioria das pessoas. Para algumas delas é um local no qual, vários conflitos podem surgir, como por exemplo: desavenças com colegas, problemas com a chefia imediata, ou então, insatisfação com as funções desempenhadas. Veremos agora como contornar situações adversas com criatividade no âmbito empresarial:

  • Tente solucionar um problema de cada vez: a grande maioria das pessoas quando se depara com algum tipo de problema no ambiente de trabalho, se aflige e tenta resolver tudo ao mesmo tempo. Essa com certeza não é a melhor solução. O ideal é tentar resolver uma coisa de cada vez, levando em consideração qual será o momento ideal para fazê-lo;
  • Tente imaginar qual seria a melhor solução: Uma boa sugestão para resolver os problemas profissionais com criatividade é imaginar qual seria a melhor solução para aquela questão. A partir daí, ficará bem mais fácil tomar uma atitude, pois a pessoa já criou mentalmente uma solução para ela;
  • Adote o hábito de anotar os problemas: apesar de não ser uma prática muito comum entre as pessoas, adotar o comportamento de anotar em um papel os conflitos para encontrar uma solução pode auxiliar muito as pessoas no ambiente profissional, pois às vezes pode-se ter alguma ideia criativa para alguma questão que esteja pendente para ser resolvida no ambiente profissional, e como está muito ocupado acaba-se esquecendo. Por isso, quando se anota o pensamento criativo fica mais fácil para colocá-lo em prática posteriormente;
  • Analise o problema de maneira criteriosa: Uma forma de resolver problemas profissionais com criatividade é analisar de maneira criteriosa. A partir dessa análise, a pessoa terá mais condição de encontrar de maneira criativa a melhor solução que poderá ser aplicada para aquela questão em especial;
  • Exponha suas ideias sem entrar em conflitos: Ser um profissional criativo no ambiente empresarial e contornar possíveis problemas com colegas ou chefe é tentar sempre expor as ideias para novos projetos profissionais de maneira sutil sem entrar em conflito direto com nenhum outro funcionário. Desse modo poderá sempre ser notado sem, no entanto, se contrapor a nenhum outro profissional.

Resolvendo problemas no trabalho com criatividade

Considerações finais

Resolver problemas com criatividade no ambiente profissional não é tarefa muito fácil, no entanto, com um pouco de treino, a pessoa vai conseguir além de contornar a questão, ainda ser notada pela chefia e pelos outros funcionários de forma positiva. Ser criativo na hora de resolver problemas é antes de tudo saber o momento certo de falar e de calar-se.

Por Salete Dias

Como se comportar em um ambiente profissional hostil

O ambiente profissional é onde a maioria das pessoas passa a maior parte de seu tempo. Quando se sentem realizadas e felizes com o trabalho desempenhado, o tempo parece passar depressa e elas nem sentem que mais um dia se passou. No entanto, quando os profissionais estão insatisfeitos com o local de trabalho, as horas parecem se arrastar, e o funcionário pode apresentar até alguns sintomas de estresse pela situação que está passando. Mas como será que um profissional deve se comportar quando o ambiente é hostil ou desfavorável aos seus interesses?

Analisando o significado de hostilidade

Quando o funcionário sente que seu ambiente profissional é hostil, é preciso identificar que tipo de hostilidade ele está vivenciando. Entre algumas situações profissionais desfavoráveis é possível citar:

  • O funcionário não tem um bom relacionamento como os colegas de trabalho. Em muitas empresas, o ambiente de competitividade favorece a hostilidade e falta de confiança entre as pessoas que trabalham na organização empresarial;
  • Quando o profissional não se dá muito bem com sua chefia imediata, discordando das tarefas diárias que desenvolvem em vários aspectos;
  • Se o funcionário não desenvolve uma tarefa profissional para qual tenha se preparado ao longo dos anos, e considera que o trabalho realizado não é compatível com sua competência pode se sentir desmotivado principalmente se não houver a possibilidade de conseguir uma promoção para outra função que esteja mais adequado as suas pretensões;
  • A questão da remuneração salarial pode também ser um fator que provoque um ambiente profissional hostil aos funcionários que podem se sentir desprestigiados se não conseguirem ter um bom salário que seja compatível com a função desempenhada dentro da organização empresarial.

Sugestões para contornar ambientes hostis nas empresas

De acordo com especialistas na área de recursos humanos, os funcionários que vivenciam uma situação hostil em seu ambiente profissional devem tentar contorná-lo da melhor maneira possível. Somente em último caso, quando realmente a pessoa não está se sentindo bem na empresa, apresentando inclusive sintomas de estresse é que deve pensar na possibilidade de pedir demissão do cargo que está exercendo. Vejamos agora quais a principais sugestões desses experts para auxiliar ao profissional manter seu emprego, mesmo em um ambiente adverso:

  • Se o funcionário estiver trabalhando em um ambiente hostil devido principalmente à falta de confiança entre os colegas ou a alta competitividade profissional, deve tentar se preservar ao máximo de comentários sobre os outros. Quando alguém vier lhe falar sobre a vida pessoal ou a incompetência profissional de algum outro funcionário, ele deve se esquivar desse tipo de conversa o máximo que puder, mantendo sempre um comportamento imparcial;
  • Quando o ambiente hostil é provocado por divergências com a chefia, o funcionário deve entender que em toda empresa existe uma hierarquia que deve ser respeitada. Em casos nos quais o profissional se sentir prejudicado com essa situação restam duas opções: ou pedir demissão, ou então tentar falar com uma gerência superior e expor o problema;
  • Se o profissional se sente desprestigiado em exercer um cargo que não faz jus às suas qualificações, ele deve tentar ser sincero com a gerência e pedir uma nova oportunidade dentro da organização empresarial onde atua, para que seus conhecimentos profissionais possam ser melhor aproveitados.

Por Salete Dias

Mantendo a calma no ambiente de trabalho

Atualmente em virtude da correria da maioria das pessoas na procura de um novo emprego ou na manutenção de um cargo que já ocupam em uma empresa, muitas vezes elas podem se sentir estressadas antes mesmo delas começarem a exercer a nova função. Nesses casos é necessário manter a calma no ambiente de trabalho para que ela possa evitar possíveis conflitos interpessoais. Mas como será que isso é possível? É o que analisaremos nesse artigo.

Saber priorizar as tarefas é fundamental

Muitos profissionais, às vezes se sentem sobrecarregados de trabalho que são dados pela chefia, e com isso acabam perdendo a paciência por pequenas coisas que poderiam ser contornadas de outra uma forma mais simples e sem conflitos. Uma atitude fundamental para quem deseja manter-se calmo na empresa em que trabalha é tentar priorizar suas tarefas diárias. Por exemplo, no momento em que estiver desempenhando alguma função é necessário concentração e atitudes como atender celulares ou então responder e-mails pode fazer com que o funcionário perca tempo e demore a terminar sua tarefa, causando com isso uma sensação de estresse, principalmente se o trabalho for desenvolvido sob pressão emocional.

Aprender a controlar impulsos

Em muitas situações profissionais as pessoas acabam agindo muito mais por impulso, do que pela razão. Em virtude disso, uma sugestão fundamental para aquelas pessoas que querem se manter equilibradas maior tempo possível em seus locais de trabalho é aprender a fazer um rígido controle de determinados comportamentos regidos por um impulso que possa fazê-los vir a se arrependerem depois. Por isso ter controle sobre si próprio é fundamental para ter um local de trabalho tranquilo e com condições de exercer o trabalho sem muitos conflitos.

Está difícil manter a calma no ambiente de trabalho?

Tentar impor opiniões sem gerar conflitos

Talvez esse seja o comportamento mais complicado dentro de uma grande organização empresarial. É muito difícil para a maioria das pessoas ouvir críticas sobre seu trabalho e encará-las como uma forma de reformular o que vem sendo feito. Por isso, quando um profissional decide dar uma sugestão que for totalmente contrária à de algum colega profissional deve tentar ser muito sutil para não parecer uma crítica, e desse modo não iniciar um possível conflito.

Em casos de chefias o problema é ainda maior, pois a grande maioria dos líderes de equipes profissionais não se sentem bem quando são surpreendidos por alguma observação pertinente de algum funcionário subalterno, principalmente se ele teve uma ideia muito melhor do que a sua. No entanto, para crescer em qualquer ambiente empresarial, o profissional tem que tentar mostrar suas ideias e seus novos projetos, em virtude disso mesmo que esses ideais não sejam comuns aos dos seus colegas ou gerência, deve assim mesmo expô-los da melhor maneira possível, mas com muita sutileza para que não provoque nenhum tipo de problema no local de trabalho que possa vir a se tornar um conflito.

Por Salete Dias

Como pedir demissão

O mercado de trabalho atual é bastante dinâmico e, por isso mesmo, as organizações empresariais estão sempre em busca de profissionais sérios e comprometidos com o cargo que ocupam. Em razão disso, muita empresa disputa bons funcionários que quando recebem uma proposta mais atraente desejam sair de seu antigo emprego e enfrentar a nova oportunidade oferecida. Mas será que pedir demissão exige algum tipo de atitude para com o ex-patrão?

Imagem profissional construída

Ao longo dos anos, tão importante quanto o salário recebido e a função que as pessoas exercem nas grandes empresas é a imagem profissional que ela construiu no período em que prestou serviços profissionais à organização. Esse comportamento se caracteriza pela seriedade com que o funcionário encara seu trabalho, tentando na medida do possível cumprir seus compromissos, além de possuir um bom relacionamento profissional com seus colegas de trabalho e com sua gerência.

Esse tipo de funcionário ao receber uma nova proposta de trabalho deve se comportar de modo condizente com as atitudes corretas que teve até aquele momento. Se tiver que sair do emprego deve pedir demissão falando abertamente com seu chefe e proporcionando um tempo para que ele consiga um novo funcionário, dessa maneira conseguirá sair da empresa de modo que, se qualquer dia precisar retornar a ela tenha a possibilidade de fazê-lo.

Maneiras corretas de se pedir demissão

De acordo com especialistas na área de gestão de recursos humanos das grandes empresas, saber pedir demissão de um emprego de maneira correta, para que as portas da empresa continuem abertas ao funcionário caso ele precise um dia voltar a trabalhar lá, não é tarefa muito fácil para alguns, e requer alguns cuidados especiais. Desse modo, os experts no assunto listaram algumas sutis atitudes que devem ser tomadas pelos funcionários no exato momento do pedido de demissão, entre elas estão:

  • Procurar a chefia imediata e expor de modo verdadeiro o real motivo do pedido de demissão;
  • O profissional deve agradecer a seu chefe no momento do pedido de demissão as oportunidades oferecidas, e todo o conhecimento que adquiriu ao longo do tempo naquela organização empresarial;
  • Se o funcionário em algum momento do trabalho que realizou na empresa tiver algum tipo de discordância com seu chefe, o momento da demissão é a hora certa de esclarecer possíveis mal-entendidos, pois nunca se sabe se a pessoa precisará de alguma referência profissional que seu antigo gerente poderá lhe dar;
  • Outra maneira correta de pedir demissão de um emprego é colocar-se sempre à disposição da empresa para futuros projetos profissionais. Além disso, o funcionário deve comunicar que dentro do possível estará disponível para treinar o novo profissional escolhido para ocupar seu antigo cargo.

Como pedir demissão

Considerações finais

Sempre ao pedir demissão da empresa em que trabalhou, o profissional deve estar atento à dinâmica do mercado de trabalho e saber que algum dia, poderá precisar voltar ao mesmo cargo antes exercido. Desse modo, o pedido de demissão deve ser feito de modo que ele tenha sempre a possibilidade de retornar, caso precise.

Por Salete Dias

Perfil ideal do profissional que deve viajar

A grande maioria das pessoas acredita que o emprego de seus sonhos é aquele no qual elas possam viver viajando de um local para outro. Muitas delas quando conseguem o tão almejado cargo, percebem que na realidade não era bem isso que desejavam. Mas será que existe um perfil ideal do profissional que tem condições para viajar? É o que analisaremos nesse artigo.

Viagens de negócios não são para diversão

A crença de que viajar a negócios para vários lugares é uma ótima oportunidade de conhecê-los e se divertir à custa da empresa, com certeza não é verdadeira. Na grande maioria dos casos, as organizações empresariais enviam seus funcionários para outros estados e até para países diferentes com um montante de trabalho às vezes tão grande que eles mal têm tempo para sair.

Por isso, quem opta por esse tipo de emprego deve ter em mente que, apesar dessas viagens serem totalmente custeadas pelas empresas nas quais trabalham, elas estão investindo no trabalho do profissional e não na diversão, que porventura ele possa vir a ter no local para onde viajou.

Perfil procurado pelas empresas

As grandes organizações empresariais quando têm um cargo que precisa ser ocupado e que exige constantes viagens, geralmente dão preferência aos homens que sejam solteiros e que não possuam filhos, pois acreditam que esse tipo de profissional estará mais disponível para exercer suas funções de maneira que não possa ser incomodado por problemas particulares, que possam impedi-los de realizar suas viagens.

As mulheres que não são casadas e nem possuam crianças também são profissionais que podem vir a ocupar esse cargo na empresa, pelos mesmos motivos dos homens, ou seja, a falta de um forte vínculo afetivo como a presença de filhos, por exemplo. Já os homens casados em geral ficam na terceira opção nesse ranking pelo cargo em questão, pois os recrutadores entendem que em uma situação de emergência com a família ele provavelmente desistirá.

No caso das mulheres casadas com filhos, conseguir esse cargo para viajar a negócios será quase impossível, pois as empresas entendem que entre fazer uma viagem e socorrer um filho que porventura venha a ficar doente, a profissional deixará o instinto maternal falar mais alto.

Profissional que deve viajar

Vantagens e desvantagens em aceitar o cargo

Antes de aceitar um cargo que exija do profissional a disponibilidade para fazer viagens constantes, ele deve estar preparado para encarar as vantagens e desvantagens que esse trabalho possa lhe trazer. Como principal vantagem, sem dúvida alguma, é a possibilidade de viajar para novos lugares e ter um trabalho sempre dinâmico, conhecendo novas pessoas.

Como desvantagem principal está a saudade que esse profissional possa vir a ter dos familiares, amigos, principalmente se for uma viagem muito longa. Nesses casos, com a tecnologia já é possível amenizar um pouco da saudade que eles sentem das pessoas amadas.

Por isso, se existir um cargo para viajar na empresa onde a pessoa trabalha, vale a pena analisar essas questões para perceber se ela tem realmente o perfil desejado para o cargo.

Por Salete Dias

Chefe homem ou chefe mulher?

Na sociedade moderna cada vez mais as mulheres vêm conseguindo cargos de liderança dentro das grandes organizações corporativas. No entanto, esse universo dentro das empresas sempre foi ocupado primeiramente pelas pessoas do sexo masculino, e por isso, muitos funcionários ainda apresentam algum tipo de dificuldade em lidar com chefias de mulheres em cargos de gerência. Mas afinal será que existe diferença entre um chefe homem e chefe mulher? É o que analisaremos nesse artigo.

Quebrando preconceitos

Até algum tempo atrás, as pessoas do sexo feminino eram vistas como frágeis e incapazes de gerenciar uma grande equipe numa grande empresa. Na atual sociedade moderna, contudo, as mulheres conseguiram se especializar em diversas áreas do conhecimento humano, entre elas, gestão de pessoal, e, portanto se tornaram aptas a gerenciar com eficiência os grupos profissionais dentro das instituições corporativas.

No entanto, como esse novo comportamento ainda é relativamente novo para um grande número de funcionários nas empresas, em especial para aqueles do sexo masculino, muitos deles ainda preferem ter homens como chefes, pois acreditam que as mulheres não possuem as características inerentes a um verdadeiro gerente. Mas, afinal que aspectos do comportamento humano podem fazê-lo ser reconhecido como um líder nato? É o que veremos a seguir.

Características de um líder

De acordo com profissionais da área do comportamento humano, o verdadeiro líder é aquele que consegue se impor por respeito dos outros e não por autoritarismo. Desse modo podemos concluir que tanto indivíduos do sexo masculino quanto feminino teriam condições a princípio de serem grandes líderes, se possuírem essa característica em sua personalidade. No entanto devido ao grande preconceito que as mulheres vêm sofrendo ao longo do tempo nas empresas nas quais trabalham muitas delas têm de provar a todo momento, que chegaram a um cargo de chefia unicamente por suas qualificações profissionais.

Principais diferenças entre as lideranças masculinas e femininas

Segundo especialistas em recursos humanos das grandes empresas algumas características são distintas entre homens e mulheres quando ocupam um cargo de chefia e são elas:

  • As pessoas do sexo feminino quando ocupam cargo de liderança dentro das empresas costumam ser bem mais exigentes do que os indivíduos do sexo masculino;
  • As mulheres que são líderes nos ambientes corporativos costumam dar mais demonstrações de eficiência do que os homens em qualquer momento que podem, talvez pra superar uma possível falta de confiança por parte dos seus subordinados;
  • Outra diferença que os especialistas apontam é em relação aos resultados apresentados pelos liderados. Enquanto os homens são mais imediatistas e procuram resultados satisfatórios tão logo o trabalho seja concluído, no caso das mulheres, elas costumam ter uma visão mais ampla do contexto em que o trabalho foi desenvolvido e como o funcionário chegou àquele resultado satisfatório para o grupo que lideram.

Chefe homem ou chefe mulher?

Considerações finais

Independente da pessoa que for exercer o cargo de chefia dentro de uma grande empresa for homem ou mulher, o que o ambiente corporativo necessita em seus cargos de gerência são indivíduos que possuam as características inerentes aos líderes natos, e que tragam muito lucro para as corporações empresariais nas quais lideram suas equipes.

Por Salete Dias