Archive for Negócios

Você tem o que é preciso para ganhar dinheiro?

Vá ao Yahoo Respostas e você encontrará pelo menos meia dúzia de pessoas perguntando o que podem fazer para ganhar dinheiro pela Internet – e isso só hoje. Sério, muitos estão procurando algum tipo de fórmula mágica capaz de fazê-los ganhar alguns milhares por mês, como se fosse algo tão simples assim – se fosse, meu amigo, todo mundo seria rico.

Agora, vou qual o problema desse tipo de pensamento… Muitos dos que assim pensam estão acostumados a ver propagandas em websites, por aí, vendendo a ideia de que é possível ganhar rios de dinheiro com algum tipo de software ou plano mágico que requer quase nenhum esforço e mesmo assim lhe permite ganhar muito dinheiro. Toda vez que encontro tais websites começo a rir e me pergunto porque ainda há pessoas que acreditam que tais softwares podem realmente funcionar! Desculpe-me ser um estraga-prazeres, mas pense bem por um momento, se tal software realmente funcionasse, por que aquele vendedor está tentando lhe vender por R$ 29,90 algo que, se ele mesmo usasse, iria gerar R$ 10.000,00 por mês?

Dizem que a frase “O único lugar onde sucesso vem antes do trabalho é no dicionário” é de Einstein. Bem, sendo dele ou não, ela é bem verdadeira. E eu acrescentaria que você precisará de muito trabalho. Acompanho por meio de blogs e fóruns a história de vários empreendedores web e todos aqueles bem sucedidos possuem uma rotina bem dirigida a resultados. Alguns deles até trabalham menos de 4 horas por dia (que inveja!) mas ralaram muito para chegar até tal ponto! Outros são bastante experientes para saber que você deve aproveitar as oportunidades que surgem a cada momento – e o fazem muito bem.

Então, da próxima vez que encontrar um website ou receber um e-mail tentando vender-lhe um novo software ou plano de ação que o fará ganhar muito dinheiro, sem nem mesmo lhe dizer do que se trata ou como fará isso, já sabe, seja educado, mas diga “não obrigado, meu tempo vale mais” e busque construir uma oportunidade real de ganhar dinheiro.

E você pode ganhar muito dinheiro, tanto na web quanto fora dela, se prestar atenção aos seus talentos e conhecimentos e utilizá-los a seu favor. Simplesmente faça um favor a si mesmo, compre alguns bons livros sobre iniciar um negócio, estude a base para elaborar um plano de negócios e leve isso a sério. No mundo dos negócios, não há espaço para “brincar de ganhar dinheiro”.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Ideias iniciais para um negócio em casa


Se você tem uma ótima ideia que acredita poder tornar em um negócio de sucesso, há algumas coisas importantes a se considerar antes de começar – principalmente se se tratar de um negócio em casa. Preparar-se antecipadamente para alguns desafios comuns a esse tipo de negócio pode significar a diferença entre o sucesso e o fracasso. Siga os conselhos neste artigo para dar ao seu novo negócio um início mais saudável.

Nem todo tipo de negócio pode funcionar em uma casa. Nosso país possui leis para proteger o lar e a família, assim é importante tomar conhecimento de quais tipos de negócios podem ser executados a partir de sua casa e buscar adequar-se a algum deles. A maioria das opções para MEI (micro empreendedor individual) pode ser executada a partir de sua própria casa.

Um plano de negócios claro e objetivo é um componente essencial no sucesso de qualquer negócio. Isso deveria incluir uma declaração sobre o propósito de seu negócio e o que você quer prover, sejam produtos ou serviços. Seu plano de negócios deveria incluir informação orçamentária sobre quanto você planeja investir em seu negócio, tanto tempo quanto dinheiro. Escreva também os objetivos de curto e longo prazo. Inclua uma estimativa de quanto tempo você acredita que tomará para alcançar seus objetivos. Finalmente, imprima uma cópia de seu plano de negócios e mantenha isso em um lugar que você verá frequentemente. Seu plano de negócios proverá foco e inspiração para sua rotina diária.

Se possível, consulte um contador para determinar qual tipo de pessoa jurídica você deveria registrar a fim de alcançar resultados financeiros mais positivos. O tipo de pessoa jurídica registrada implicará em quais tipos de taxas e impostos você deverá pagar, então é algo realmente a se considerar.

Abra uma conta bancária para os propósitos de seu negócio exclusivamente. Manter as finanças de seu negócio separadas das contas de sua casa permite-lhe ter uma ideia mais precisa do retorno que o mesmo está lhe oferecendo. Isso tornará identificar as despesas reais do negócio muito mais fácil – principalmente em momentos de pagamento e declaração de impostos.

E já que estamos falando sobre dinheiro, é importante configurar um sistema para ajudar a monitorar receitas e despesas. Se você puder tomar vantagem sempre dos conselhos de um contador, ótimo, mas como algumas vezes temos que tomar decisões sozinhos, softwares que monitoram dados financeiros e/ou de vendas disponíveis no mercado podem ser muito úteis.

E aproveite o momento para estabelecer também um sistema para organizar a papelada. Pode ser um armário de arquivos ou uma pasta sanfonada com várias divisões. Seja lá o que você usar, seja consistente quanto ao seu uso e arquive lá todos os papéis regularmente.

Embora você esteja trabalhando de sua própria casa, é melhor configurar um espaço dedicado somente ao seu negócio. Não importa se isso é um cômodo inteiro da casa – um home office – ou somente uma mesa em seu quarto, cetifique-se de que aquela área é utilizada somente para propósitos de negócios. Peça à sua família a ajudá-lo fazendo tal distinção também. É importante que eles entendam que algumas vezes você estará “no trabalho”.

Se você tomar o tempo antes que de iniciar para configurar todo o seu negócio apropriadamente, você poderá focar seu tempo e enegia em seu negócio e, assim, ganhar dinheiro. Com as orientações apresentadas acima, você poderá estabelecer você mesmo as bases necessárias para o sucesso em seu negócio.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Equipamento adequado para ponto de venda pode aumentar seus lucros

Se você possui um restaurante ou uma loja de varejo, ter hardware e software adequados para o ponto de venda (PDV) pode aumentar o retorno financeiro de suas operações. Aqui estão cinco razões pelas quais você deve considerar isso:

1. Retorno sobre o Investimento. Embora existam sistemas de PDV com os mais diferentes preços, existem soluções de software de baixo custo que têm excelentes funcionalidades, funcionam com uma grande variedade de tipos de hardware e podem se integrar com outros softwares de seu negócio. Por exemplo, se você estiver procurando por um software para uma pizzaria, um ponto relevante são os pacotes de PDV para restaurantes que podem ser adquiridos a custos baixos e que têm uma vasta gama de funcionalidades. Da mesma forma, o Microsoft Dynamics Retail Management System (também conhecido como Microsoft RMS) é uma solução de custo eficaz para uma boutique de roupas.

2. Melhorar o Serviço ao Cliente. Se você é um dono de restaurante ou um revendedor, o relacionamento com seus clientes é fundamental. Um bom sistema de ponto de venda pode garantir que seus funcionários possam passar mais tempo interagindo com clientes e menos tempo inserindo informações no equipamento. Softwares desse tipo para restaurantes, por exemplo, permitem que os funcionários acessem e controlem os pedidos, assim os erros são minimizados e os clientes não passam por longos períodos de espera. Da mesma forma, softwares de ponto de venda podem dar à sua equipe acesso imediato a disponibilidade, preços e localização de um inventário. Isso significa que seus clientes podem ter um elevado nível de serviço, aumentando a probabilidade de repetirem os negócios.

3. Aumentar a eficiência. Se você puder aumentar a eficiência do seu restaurante ou loja de varejo, você verá em breve um aumento dos lucros através de uma redução nos custos de pessoal, das perdas devido a erros, e um maior comprometiment. Muitos sistemas de PDV, por exemplo, permitem que seus funcionários, de forma rápida e eficiente, acessem e processem compras de clientes com formas de pagamento via cartão de crédito ou débito. Ele também permite que você gerencie tudo, inclusive acompanhamento de horas de trabalho com um relógio para acompanhamento de tarefas do caixa. Esse tipo de transparência permite que você faça decisões sobre políticas e procedimentos, bem como acompanhe os problemas a partir de sua origem.

4. Menores custos de capacitação. Com software e hardware de ponto de venda adequados, você tem uma abordagem de treinamento padronizado para seus empregados. Ao personalizar o software para corresponder a seus itens de menu, por exemplo, um estagiário pode rápida e facilmente entrar novos pedidos. Esse mesmo software pode imprimir os bilhetes de pedidos ou exibir em um monitor na cozinha.

5. Relatórios aprimorados. Um dos principais benefícios de softwares de PDV é a sua capacidade de gerenciar a informação. Melhor capacidade de processamento e análise da informação dá-lhe informações que você precisa para fazer tudo, desde a tomada de decisões de compra a preparar suas declarações fiscais. Recursos de relatórios variam de um pacote de software para outro e o tipo de negócio que você tem provavelmente irá ditar o tipo de software que você precisa.

A importância da escolha adequada de equipamentos para o ponto de venda não pode ser destacada o suficiente. Pode parecer um investimento significativo, mas ele vai mais do que pagar a si mesmo com o aumento das vendas, eficiência e relatórios melhor preparados.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

O segredo para ganhar dinheiro extra com eBay

Estava lendo mais uma vez o website Get Rich Slowly e me deparei com um artigo bem interessante sobre a possibilidade de se ganhar um dinheiro extra com eBay por meio da venda de coisas que temos em casa e que não mais usamos ou que precisamos trocar por outros mais novos (como é o caso de smartphones, por exemplo).


A ideia na teoria parece ótima e simples, mas na prática, o autor do blog teve um pequeno problema, quando vendeu uma camisa (que havia ganhado há pouco tempo como presente de Natal) e o comprador pediu o dinheiro de volta, alegando que havia um furo nela. Infelizmente, sem ter como provar que a camisa não tinha um furo, acabou tendo que devolver o dinheiro – e o comprador ficou, no fim das contas, com a camisa e o dinheiro.


Isso pode não ser muito estimulador, afinal de contas o impacto negativo por trás dessa história está bem claro: temos que tomar cuidado quanto aos itens que vendemos para tomar providências a fim de se proteger estornos de dinheiro fraudulentos. Mas isso não inviabiliza completamente o retorno financeiro via eBay – principalmente em dias em que o dólar está custando quase quatro reais! Assim sendo, vendas de itens (usados ou não) via eBay pode ser, sim, um grande negócio.


Se você está somente experimentando esse tipo de negócio, comece por vender somente itens que não deseja mais ter em casa. Isso serve para roupas, smartphones, notebooks, etc. Depois, quando tiver a prática, você pode partir para uma de duas alternativas: confeccionar você mesmo seus produtos ou adquiri-los de terceiros.


A primeira alternativa é interessante para quem trabalha com arte, por exemplo: você pode pintar um belíssimo quadro ou modelar uma figura de ação (caso esteja modelando um personagem de um jogo, é bom verificar as regras de direitos autorais para não estar criando um problema para você). Se o seu trabalho possui uma boa qualidade, com certeza encontrará compradores para ele.


A segunda alternativa é o ponto de partida para o dropshipping, isto é, o processo de intermediação de compra e venda de produtos de outros fornecedores. No caso, um consumidor compra de você, que imediatamente encaminha o pedido para um fornecedor, que irá embalar e enviar o produto para o cliente. Você lucrará, então, um percentual do valor da venda.


Seja lá qual for o seu caminho para ganhar dinheiro, tudo começará com você experimentando e conhecendo o eBay vendendo seus próprios itens usados. Depois que conhecer a mecânica de compra e venda e estudar as opções, poderá começar seu próprio negócio.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Entendendo o que é Marketing de Afiliados

Se você está interessado em ganhar dinheiro na Internet e já leu alguns artigos por aí, já deve ter se deparado com uma palavra no mínimo diferente: afiliado. No mundo dos negócios online, um afiliado é uma pessoa que divulga e referencia produtos de outras pessoas na web, assim sempre que uma pessoa compra uma daqueles produtos indicados, ele receberá uma comissão.


E muita gente fala sobre esse assunto por aí, basta fazer uma busca por essas palavras no Google Search e você vai encontrar centenas de websites falando como você pode trabalhar como um afiliado. E se você ainda olha para tal palavra com desconfiança e achando que tudo isso é mentira e que não dá para ganhar dinheiro assim, entenda que um afiliado é, de certa forma, um vendedor, pois esta é a missão dele, ajudar a vender aqueles produtos ou serviços por meio de suas indicações – e a profissão de vendedor é mais velha que meu bisavô (que já se foi há muito tempo e eu nem sei quem foi!).


Então, sim, dá para ganhar dinheiro atuando nesse negócio de Marketing de Afiliados, mas você precisa entender que, se você ainda não é muito conhecido ou influente, precisará construir tal imagem na web. Você não compraria um programa de perda de peso caro de uma pessoa que nunca testou nenhum programa para tal finalidade, não é mesmo? Quem visita seu blog, website, canal no YouTube, página no Facebook, mural do Twitter etc. (ufa, muitas são as oportunidades para promoção!) precisa reconhecê-lo como expert naquilo ou, no mínimo, como alguém que também está interessado e experimentou aqueles produtos ou serviços.


Há várias plataformas para afiliados, sendo que a plataforma mais popular no Brasil é a Hotmart. Já para aprender sobre isso, vou lhe ser bem sincero: qualquer PDF gratuito com mais de cinquenta páginas que o ajude nos primeiros passos (como escolher o nicho certo para você, configurar contas em redes sociais e plataformas de blogs, como escrever para vendas, como automatizar algumas tarefas etc.) já está de bom tamanho e por isso você não deveria gastar muito em seus primeiros passos, em vez disso, foque em aprender fazendo, escolhendo alguns produtos, verificando quais plataformas são mais rentáveis etc.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Mercado de trabalho ou negócio próprio?

Não importa se você está começando sua vida profissional agora ou se “o trem já está andando” para você, em algum momento de nossas vidas começamos a nos perguntar qual seria a melhor alternativa, se ter um emprego no mercado de trabalho ou um negócio próprio.

Essa dúvida é bastante pertinente, mas tenha em mente que não há uma resposta objetiva para todos: cada uma dessas opções apresentam vantagens e desvantagens que, de acordo com o perfil do indivíduo, poderá ser uma escolha melhor ou não.

Além disso, elas não são exclusivas, isto é, você não é obrigado a atender somente uma delas. Você pode ter um emprego e, mesmo assim, ter o seu próprio negócio – uma alternativa que está sendo bastante visada por muitas pessoas atualmente.

Quando você consegue um emprego no mercado de trabalho, você passa a ter certos benefícios, como um salário definido a ser recebido mensalmente, auxílios para alimentação, transporte e saúde e certas garantias para o caso de ser demitido sem justa causa. Por outro lado, o crescimento do seu salário – e às vezes o seu próprio crescimento dentro da empresa – poderá não ter a mesma desenvoltura que teria em um negócio próprio bem sucedido.

Quando você opta por seu próprio negócio, por outro lado, você também tem certas vantagens, como ser o seu próprio chefe e ter a possibilidade de lucrar mais conforme seu empreendimento cresce. Por outro lado, você não terá um salário bem definido e estará abrindo mão de todos aqueles benefícios que um emprego lhe oferece.

Se você possui um espírito empreendedor e se vê dominado por uma ideia genial para um empreendimento que será um sucesso, é fácil perceber que ter o seu próprio negócio será uma opção bastante válida para você, mas vale lembrar que para o seu negócio saia do papel e torne-se realidade você precisará ter dinheiro suficiente para arcar com infra-estrutura, material e outras coisas. E isso pode não ser muito barato, dependendo de qual é a sua ideia.

Uma nova combinação que algumas pessoas estão empregando então é ter um emprego e desenvolver um negócio próprio em seu tempo livre, geralmente em sua própria casa. Essa combinação pode ajudar a reduzir os riscos que há em ter o seu próprio negócio na medida em que pode ser um caminho para alcançar novos horizontes em sua vida.

E então, em que você está pensando, amigo leitor? Mercado de trabalho ou negócio próprio? Vamos lá, comente conosco!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quem quer investir em franquias?