Archive for Economia

Análise de ações de grandes empresas de tecnologia – 15 de janeiro de 2019

Abaixo, análise do desempenho das ações de sete das maiores empresas de tecnologia da informação do mundo, de acordo com o fechamento de seus valores em 15 de janeiro de 2019.

Análise das ações da Amazon

Tendência de alta de 0.91% nos últimos 7 dias, confirmando a tendência dos últimos 30 dias, que apresentou cenário de alta de 10.1%. No curto prazo, percebe-se uma inversão nos últimos 60 dias, passando para um período de alta após um período de baixa. Nos últimos 12 meses, tendência de alta de 28.33%.

Análise das ações da Apple

Tendência de queda de 0.16% nos últimos 7 dias, confirmando a tendência dos últimos 30 dias, que apresentou cenário de queda de 6.63%. No curto prazo, percebe-se constância na tendência de baixa. Nos últimos 12 meses, tendência de queda de 11.82%.

Análise das ações da Cisco

Tendência de alta de 1.62% nos últimos 7 dias, confirmando a tendência dos últimos 30 dias, que apresentou cenário de alta de 0.36%. No curto prazo, percebe-se uma inversão nos últimos 30 dias, passando para um período de alta após um período de baixa. Nos últimos 12 meses, tendência de alta de 11.92%.

Análise das ações da Facebook

Tendência de alta de 3.27% nos últimos 7 dias, confirmando a tendência dos últimos 30 dias, que apresentou cenário de alta de 6.25%. No curto prazo, percebe-se uma inversão nos últimos 60 dias, passando para um período de alta após um período de baixa. Nos últimos 12 meses, tendência de queda de 16.5%.

Análise das ações da Google

Tendência de alta de 0.23% nos últimos 7 dias, confirmando a tendência dos últimos 30 dias, que apresentou cenário de alta de 5.96%. No curto prazo, percebe-se uma inversão nos últimos 60 dias, passando para um período de alta após um período de baixa. Nos últimos 12 meses, tendência de queda de 3.98%.

Análise das ações da IBM

Tendência de alta de 0.86% nos últimos 7 dias, confirmando a tendência dos últimos 30 dias, que apresentou cenário de alta de 4.85%. No curto prazo, percebe-se uma inversão nos últimos 60 dias, passando para um período de alta após um período de baixa. Nos últimos 12 meses, tendência de queda de 22.35%.

Análise das ações da Microsoft

Tendência de alta de 0.71% nos últimos 7 dias, confirmando a tendência dos últimos 30 dias, que apresentou cenário de alta de 2.06%. No curto prazo, percebe-se uma inversão nos últimos 60 dias, passando para um período de alta após um período de baixa. Nos últimos 12 meses, tendência de alta de 20.91%.

Análise das ações da Tesla

Tendência de alta de 1.74% nos últimos 7 dias, contrariando a tendência dos últimos 30 dias, que apresentou cenário de queda de 1.15%. No curto prazo, percebe-se uma inversão nos últimos 60 dias, passando para um período de baixa após um período de alta. Nos últimos 12 meses, tendência de alta de 1.29%.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Análise de ações de grandes empresas de tecnologia – 08 de janeiro de 2019


Abaixo, análise do desempenho das ações de sete das maiores empresas de tecnologia da informação do mundo, de acordo com o fechamento de seus valores em 08 de janeiro de 2019.

Análise das ações da Amazon

Tendência de alta de 7.63% nos últimos 7 dias, confirmando a tendência dos últimos 30 dias, que apresentou cenário de alta de 0.95%. No curto prazo, percebe-se uma inversão nos últimos 60 dias, passando para um período de alta após um período de baixa. Nos últimos 12 meses, tendência de alta de 32.24%.

Análise das ações da Apple

Tendência de queda de 4.54% nos últimos 7 dias, confirmando a tendência dos últimos 30 dias, que apresentou cenário de queda de 11.11%. No curto prazo, percebe-se constância na tendência de baixa. Nos últimos 12 meses, tendência de queda de 12.23%.

Análise das ações da Cisco

Tendência de alta de 2.21% nos últimos 7 dias, contrariando a tendência dos últimos 30 dias, que apresentou cenário de queda de 6.32%. No curto prazo, percebe-se constância na tendência de baixa. Nos últimos 12 meses, tendência de alta de 13.12%.

Análise das ações da Facebook

Tendência de alta de 5.05% nos últimos 7 dias, confirmando a tendência dos últimos 30 dias, que apresentou cenário de alta de 0.48%. No curto prazo, percebe-se uma inversão nos últimos 60 dias, passando para um período de alta após um período de baixa. Nos últimos 12 meses, tendência de queda de 24.13%.

Análise das ações da Google

Tendência de alta de 2.91% nos últimos 7 dias, confirmando a tendência dos últimos 30 dias, que apresentou cenário de alta de 3.53%. No curto prazo, percebe-se uma inversão nos últimos 60 dias, passando para um período de alta após um período de baixa. Nos últimos 12 meses, tendência de queda de 2.71%.

Análise das ações da IBM

Tendência de alta de 4.01% nos últimos 7 dias, contrariando a tendência dos últimos 30 dias, que apresentou cenário de queda de 1.07%. No curto prazo, percebe-se constância na tendência de baixa. Nos últimos 12 meses, tendência de queda de 23.55%.

Análise das ações da Microsoft

Tendência de alta de 1.66% nos últimos 7 dias, contrariando a tendência dos últimos 30 dias, que apresentou cenário de queda de 4.45%. No curto prazo, percebe-se constância na tendência de baixa. Nos últimos 12 meses, tendência de alta de 18.54%.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Programa Minha Casa Minha Vida

Desde o governo Lula, temos visto diversas iniciativas públicas com o intuito de melhorar as condições de vida da população brasileira e uma delas é o Programa Minha Casa Minha Vida, um programa habitacional que visa subsidiar a aquisição de moradias para famílias com rendas de até dez salários mínimos.

Inicialmente focado na construção de um milhão de casas, durante o governo Dilma tal previsão foi estendida para a construção de outro milhão de casas. Meta bastante audaciosa, mas que promete trazer a felicidade para muitos lares brasileiros.

Esse programa habitacional visa ajudar de duas formas: a primeira delas é por meio do subsídio direto da compra do imóvel, utilizando-se para tal de recursos do FGTS, e a segunda é por meio da redução dos juros do financiamento, que pode tornar-se tão baixo quanto somente 6% ao ano.

Em seu projeto inicial, a previsão era de entregar 400 mil moradias para famílias com renda de até 3 salários mínimos e outras 400 mil para aquelas com renda de até 6 salários mínimos e as demais para famílias que recebem de seis a dez salários mínimos. Com a extensão do mesmo, esperam-se números similares para a nova fração.

E como posso participar do Minha Casa Minha Vida?

Claro, por se tratar de algo bastante audacioso e que muitos poderiam tentar aproveitar-se de tal, algumas regras foram estabelecidas para evitar que o propósito do programa fosse perdido. Quem já possui imóvel financiado ou mesmo quitado em seu nome não pode participar, além disso, não pode ter utilizado o FGTS para pagar financiamento de imóvel nos últimos 5 anos. Além disso, claro, precisa estar em dia com as suas contas, não podendo, portanto, ter seu nome no SPC ou no SERASA.

Todos os estados brasileiros já são contemplados por tal programa habitacional, precisando somente informar-se em órgão responsável (a Caixa Econômica Federal, no caso) como cadastrar-se e aguardar. Além disso, é bom estar atento às opções de financiamento oferecidas – o projeto visa a quitação da residência em até 360 meses, o equivalente a 30 anos.

E então, agora já sabe como pagar o financiamento da sua casa?

Programa Minha Casa Minha Vida

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS