Reciclando brinquedos velhos

Você possui filho? Já pensou quantas pessoas você poderia ajudar simplesmente reciclando brinquedos velhos com os quais seu filho não mais brinca?

É absurda a quantidade de brinquedos que, uma vez passada a infância e/ou adolescência, não mais entretêm nossos jovens e ficam lá, amontoados em uma caixa empoeirada ou em algum quarto reservado para “coisas velhas”! Que dizer então daqueles que simplesmente jogam-nos fora, como se fossem um lixo qualquer?

Enquanto isso, temos milhares de jovens em lares para adoção e outras instituições necessitando de um brinquedo, igualzinho àquele que você está dispensando! Eles não se importam se aquele brinquedo é velho ou novo, se já foi de outra pessoa ou não. Eles somente querem ter algo com que se divertir.

Reciclando brinquedos velhos, isto é, reformando-os e passando para outra pessoa que poderá utilizar-se dele agora, você estará ajudando a construir uma nova realidade. Possa ser que isso não faça o mundo inteiro melhor, mas pode ter certeza de que, para aquela criança que receber o seu brinquedo, o seu mundo será um lugar melhor para viver.

Muitos jovens enfrentam problemas como pobreza, abandono, exploração e fome. São então os brinquedos não somente um passa-tempo, mas sim uma forma de poder sonhar e acreditar que ainda é possível ter uma vida diferente, um mundo melhor.

“E se eu não tiver tempo?”, você pode estar se perguntando. Bem, neste caso, em algumas cidades há postos de coleta de brinquedos que são hábeis a reciclar os brinquedos antigos antes de enviar para instituições de caridade. “E como começar?”. Esta pergunta já é bem mais fácil: basta observar quais brinquedos seus filhos não mais usam, separá-los e posteriormente conversar com ele, explicando-lhe que os mesmos serão doados para outras crianças que poderão divertir-se com eles.

É muito importante que o seu filho esteja de acordo. Lembre-se que ele se sente dono do brinquedo, logo tirá-lo dele sem o seu consentimento pode afetá-lo, dando-lhe a sensação de que sua opinião é irrelevante. Converse com ele, explique-lhe os benefícios que ele terá (mais espaço para futuros novos brinquedos, por exemplo) e peça-lhe que o acompanhe até o posto de coleta de brinquedos, assim ele sentirá que está realmente participando desse processo.

Não espere até o dia das crianças ou o Natal para fazer isso: há muitas crianças necessitando de esperança hoje mesmo, então faça a sua parte, reciclando brinquedos velhos e tornando-os acessíveis aos seus novos donos!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber dicas sobre como ganhar dinheiro em seu e-mail e "de quebra" baixar o e-book "Manual do Investidor"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print