Quer ganhar mais dinheiro? Está pronto para o webusiness 2.0? – parte 4

E aqui estamos nós outra vez, com a proposta de conseguir ganhar mais dinheiro em nossos negócios pela Internet por meio do conceito que denominamos webusiness 2.0, isto é, negócios que focam não somente sua exposição pela Web, mas também uma maior interação com o usuário a fim de prover-lhe uma nova e melhorada experiência.

Como sempre, vou iniciar trazendo aqui os endereços para os artigos anteriores:

Quer ganhar mais dinheiro? Está pronto para o webusiness 2.0? – parte 1

Quer ganhar mais dinheiro? Está pronto para o webusiness 2.0? – parte 2

Quer ganhar mais dinheiro? Está pronto para o webusiness 2.0? – parte 3

E agora, você deve estar se perguntando, o que será que vamos discutir? Bem, desta vez acredito que devemos discutir algumas dicas para que você possa garantir que o seu negócio pela Internet será realmente proveitoso para o cliente e o ajudará a ganhar dinheiro.

E não se espante se já tiver lido sobre uma ou várias dessas dicas em outros sites/blogs: sobre negócios (na Internet ou não), pois muitos dos conceitos básicos de administração, marketing e vendas estarão presentes em todos os negócios, não importa qual o seu nicho ou forma de atuação, ok?

Planejar formalmente é vital também aqui!

Um primeiro ponto a se observar é o fato de que muitos quando começam seu negócio na Internet não elaboram formalmente o seu plano de negócios, o que é um grave erro. Se você está criando um negócio, independente de o mesmo ser na Internet ou não, o plano de negócios é vital!

Infelizmente a Internet às vezes passa uma imagem de “sem burocracia”, “sem planejamento”, principalmente para os micro e pequenos empresários. Mal sabem eles que é justamente este comportamento que acaba por assassinar o seu negócio!

Atualmente estou lendo um livro (sim, mais um! 🙂 e olha que eu não tenho tempo para ler, mas faço questão de continuar sempre lendo algo novo) sobre planejamento de marketing e ele aponta alguns conceitos importantes, como as partes que devem haver no planejamento estratégico da empresa. Segundo o autor (não se preocupe, em outra hora trago uma análise crítica sobre o livro, ok?), o planejamento estratégico é composto pelo plano de marketing, plano de produção, plano financeiro e plano de recursos humanos. Viram só de quantos planos diferentes estamos falando? Podemos subdividir cada um deles nos planos para cada principal atividade em cada um deles e assim conseguiremos chegar em um detalhamento ainda maior!

Como exemplo das consequências da falta de planejamento, posso citar a criação de um dos meus sites, o Instituto dos Jogos, onde lanço cursos sobre desenvolvimento de jogos. Já tenho experiência como desenvolvedor de jogos há algum tempo e pensei que isso bastaria para começar todo o negócio. Ingênuo, não elaborei formalmente um plano de negócios, não analisei a viabilidade financeira do mesmo e principais riscos, enfim, imaginei que seria somente “meter a mão na massa”.

Hoje, dois anos depois, já comecei a pensar e planejar a reestruturação de algumas coisas no mesmo, mas ainda não foram feitas. Em resumo, no momento, sinto que o Instituto dos Jogos não está atendendo de forma 100% adequada a todos os usuários. 🙁 Para resolver isso, estarei interrompendo (ainda mais) as suas atividades e traçando todo o planejamento estratégico para o mesmo.

Se você quer que seu negócio na Internet dê certo, mesmo que você não esteja investindo dinheiro agora, mesmo que você não esteja esperando retorno financeiro a curto prazo, mesmo assim aconselho-o a elaborar seu plano de negócios estudando a viabilidade do empreendimento, bem como o planejamento estratégico para garantir que as atividades da empresa serão guiadas por metas pré-estabelecidas.

Conheça cada área envolvida com o seu negócio

Você não precisa ser um especialista em tecnologia para gerir toda a tecnologia empregada ou em finanças e contabilidade a fim de manter em dia os processos contábeis de sua empresa, mas ter um mínimo de conhecimento nessas e outras áreas relacionadas com o seu negócio o ajudarão a compreender melhor como o mesmo funciona (na Internet ou fora dela), bem como o que fazer para torná-lo ainda melhor.

Citando-me como exemplo novamente, um outro erro que cometi com o Instituto dos Jogos foi imaginar que bastava saber desenvolver jogos e, então, ensinar isso aos meus alunos. Não foi feito nenhum planejamento financeiro, de marketing, etc. enfim, as coisas poderiam estar melhores, mas não estão, já que não está concluso ainda este espaço lá.

Hoje, eu o aconselharia a ter ao menos um conhecimento básico em:

  • Tecnologia e administração de tecnologia;
  • Administração de empresas;
  • Planejamento financeiro;
  • Técnicas de vendas;
  • Liderança e gestão;
  • Marketing, etc.

Quanto mais você aprender, melhor poderá empregar novos conceitos e, então, maiores as changes de ganhar dinheiro com isso. 🙂

Search Engine Optimization (SEO) é fundamental

Não importa se você tem somente um mini-site para expor produtos e serviços ou se você é proprietário de uma grande rede de blogs, SEO fará muita diferença para  o seu negócio, pois irá garantir que as pessoas encontrem mais facilmente o seu site dentre tantos que existem.

Quando falamos em estudar SEO, estamos falando de buscar compreender algumas técnicas empregadas em conseguir uma maior visitação graças aos mecanismos de busca.

Algumas das várias dicas que há em SEO que podemos destacar:

  • A partir do nicho em que deseja atuar, escolha as palavras-chave que melhor identificarão seu negócio;
  • Empregue tais palavras-chave de forma adequada e balanceada no título, meta description, meta keywords e em 2 a 6% das palavras existentes em cada página;
  • Compreenda a importância do link building, buscando usar as palavras-chave no texto-âncora em cada link conseguido.

Em outro momento, lanço aqui um artigo falando só sobre técnicas de SEO, enquanto isso, aqui está um outro artigo onde introduzi a importância das técnicas de SEO bem como apresentei algumas:

Como fazer o seu blog receber mais tráfego – Parte 2

Atualização constante de todo o seu negócio

Como já comentei anteriormente, a sociedade muda, as pessoas (que são seus clientes) mudam, e, consequentemente, os negócios mudam.

Sendo assim é vital garantir que a organização adotada por seu negócio é totalmente flexível, a fim de que possa sofrer atualizações sem que isso comprometa a qualidade do serviço prestado.

Esteja sempre atualizando seu negócio, procurando por novas tendências, preferências e necessidades dos clientes, novas soluções a utilizar nos processos empregados em sua empresa, etc.

Lembre-se: quanto mais você atualizar seu negócio, mais você estará afirmando ao cliente que está sempre buscando oferecer-lhe o melhor!

Máxima interação entre usuários e empresa

Como você bem já sabe, estamos falando de webusiness 2.0, onde a interação de um usuário com outro bem como de um usuário com o sistema online da empresa possui papel fundamental. Estivemos nos artigos anteriores falando sobre como empregar diversas ferramentas/sistemas a fim de alcançar tal objetivo.

Acredito que o maior desafio não será empregar (instalar e configurar) as ferramentas, mas sim, acompanhar, motivar e atender as necessidades dos usuários, pois isso poderá demandar algum tempo seu (ou de quem esteja a administrar o sistema). Entretanto, se bem empregado, agregará valor suficiente ao seu negócio para justificar a escolha do cliente pelo seu serviço e não de um concorrente. 😉

Sendo assim, o velho ditado “o cliente tem sempre razão” passa a ter maior ênfase e a somar-se ao conceito de liberdade de expressão e escolha que a Internet vem trazendo.

Mostre que você está ali para ouvir e atender aos pedidos dos clientes e eles ficarão satisfeitos em procurá-lo quando precisarem. Mostre-lhes que com você o cliente sempre merece destaque, e eles farão questão de destacar a qualidade do seu trabalho!

Foco na qualidade do serviço/produto

E, por fim, reiteramos a imprtância da qualidade do seu serviço, de seu produto, pois não importa o quanto você marketeie e tente mostrar ao usuário que ele é importante, se o produto não possui qualidade, o cliente não o levará.

Um teste bem simples para saber se o produto possui o preço e qualidade certos é perguntar a si mesmo se você, no lugar de cliente, adquiriria aquele produto por aquele preço. Se você mesmo não está confiante sobre o seu produto, se não o encara como um sucesso, então está na hora de “voltar à prancheta” e replanejar os aspectos que o incomodam. Você deve ter total confiança no seu produto!

Use metodologias adequadas para controle e garantia de qualidade, se necessário, contrate um consultor para fazer uma análise sobre o processo de desenvolvimento do produto ou sobre como o serviço é prestado a fim de procurar identificar possíveis imperfeições.

E, claro, mostre ao usuário a sua preocupação com a qualidade. Você pode demonstrar isso por meio de um serviço de atendimento ao consumidor eficiente e preocupado em atender rapidamente os problemas que aparecem.

___________________________________________________________

Bem, com estes quatro artigos acredito que encerramos este primeiro minicurso sobre como ganhar dinheiro com Webusiness 2.0, em outra oportunidade espero poder lançar uma versão melhor, mais consolidada e prática para todos! 😉

[Material pertencente ao curso Quer ganhar mais dinheiro? Está pronto para o Webusiness 2.0?]

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber dicas sobre como ganhar dinheiro em seu e-mail e "de quebra" baixar o e-book "Manual do Investidor"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print