O Perfil do Investidor

Olá, amigo leitor! Se você tem acompanhado nossos artigos da categoria finanças, já deve ter recebido algumas informações bastante preciosas quanto à forma de lidar com dinheiro, importância de poupar e/ou investir e até a diferença que há entre elas. Mas… E quanto ao perfil do investidor? Nós já falamos? Não!

E não podemos deixar de comentar sobre algo tão importante! O perfil de um investidor determina quais os riscos bem como tipos de investimentos ele pode assumir e isso estará fortemente amarrado ao quanto ele poderá ganhar ou perder em suas operações.

Se você não conhece o seu perfil de investidor, como saber quais os tipos de investimento que serão realmente interessantes para você?

É certo que você pode participar deste mercado sem conhecer realmente qual é o seu perfil, mas isso dificultará e muito para que você saiba se está tomando decisões corretamente.

Bem, a primeira coisa, então, a ser feita é difinirmos e discutirmos o conceito de tolerância a riscos.

A tolerância a risco

A tolerância a risco trata-se de quanto capital um investidor ou empreendedor está disposto a arriscar em um novo negócio comparada com o montante máximo que ele assume poder tomar como prejuízo em um empreendimento antes de querer fugir, mudar de empreendimento ou mesmo liquidar o que ainda possui e sair do mercado.

Se eu lhe perguntasse o quanto você é capaz de investir, é provável que você possa dizer “todas as minhas economias” na ânsia de conseguir um bom negócio e lucrar com isso, agora, se eu lhe perguntar o quanto você é capaz de assumir como prejuízo, é bem capaz que você não me responda também “todas as minhas economias”, pois não são muitas as pessoas capazes de assumir (ou seja, que possuem tolerância) riscos tão altos.

Quanto maior a sua tolerância a riscos, mais você admite arriscar-se visando conseguir um rendimento muito maior e em menos tempo caso tudo corra bem. Em contrapartida, quanto menor é a sua tolerância, menos riscos você admite em seu negócio e, portanto, os rendimentos geralmente podem ser menores – lembre-se: sem risco, sem prêmio.

Desta forma, há várias formas de classificar os tipos de investidor, mas a que utilizaremos aqui é de acordo com a sua tolerância a risco, pois ela exemplifica muito bem o quanto você pode ganhar x o quanto você admite perder.

Tipos de investidor

  • Conservador – Os investidores conservadores assumem os menores riscos possíveis. Você pode ser considerado um investidor moderador se, para você, o que importa primeiro não é o quanto você pode ganhar, mas não perder dinheiro sob hipótese alguma ou evitar ao máximo as perdas. Bem, se você não assume riscos, não há como conseguir grandes prêmios. O investidor conservador opta por investir em papéis de renda fixa, fundos de investimento e outras formas que garantem menor risco;
  • Moderado – Os investidores moderados são capazes de assumir algum risco em busca de alcançar melhores resultados. Como se pode imaginar, esta categoria acaba por ser uma mescla da anterior (os conservadores) com a seguinte (os agressivos), investindo tanto em papéis de renda fixa e fundos de investimento, bem como em ações;
  • Agressivo – Os investidores agressivos são capazes de assumir riscos bem maiores em busca do desafio de ganhar mais. Estes são os verdadeiros “jogadores”, assumindo riscos que poderiam deixar qualquer um louco a fim de conquistar um nível de rentabilidade bem maior. Quem se interessa por participar deste grupo não precisa esquecer completamente os papéis de renda fixa, entretanto uma das opções que os investidores agressivos gostam é a aquisição de ações, investimentos no exterior ou em imóveis e compra e venda de moeda estrangeira.

Pondo em prática

Agora que já conhecemos os três principais perfis de um investidor, precisamos identificar o nosso perfil.

Se você ainda está confuso, está começando agora, o capital inicial é baixo, possui pouco tempo disponível para estudar e praticar e não pode arriscar-se muito (pode ser um pai de família e com certeza não quer destruir todas as economias), então o seu perfil é o conservador.

Na verdade, eu aconselharia você a começar sempre pelo perfil moderador e, assim que ganhar confiança, tentar outro “mais ousado”, pois aceitamos melhor a idéia de que ganhamos menos do que com a idéia de que perdemos muito, o que pode acontecer se, sem experiência alguma, você optar pelo perfil agressivo.

Além disso, aconselho a leitura de nossos textos na categoria finanças, especialmente Poupança, fundo de investimento ou ações?, já que estas são as três opções mais populares para conseguir algum bom rendimento.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber dicas sobre como ganhar dinheiro em seu e-mail e "de quebra" baixar o e-book "Manual do Investidor"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print