Empreendedorismo brasileiro

Conhecimentos, antes tácitos, que determinavam quão empreendedora uma pessoa é, hoje são completamente explícitos e mais facilmente transmitidos. O termo utilizado, empreendedorismo, trata-se de uma adaptação do termo francês entrepreneur. Duas palavras são as chaves para a compreensão do que vem a ser o empreendedorismo: inovação e risco. Agora, neste início de terceiro milênio, não há como imaginar todo o desenvolvimento econômico e cultural sem levar em consideração as contribuições de diversos empreendedores.

Vemos o empreendedorismo aplicado nos mais diversos negócios, desde aqueles mais sustentáveis àqueles relacionados à indústria siderúrgica – inovar é preciso para manter-se competitivo. O empreendedor de verdade deve ser bastante dinâmico a fim de superar as adversidades e jamais acomodar-se, considerando que já alcançou um “lugar ótimo”, isto é, uma fatia de mercado suficiente para suas ambições. Apesar de muito comentado nos últimos anos, o conceito de empreendedorismo é algo que vem se desenvolvendo nas últimas décadas e não se trata de um modismo e sim de uma necessidade, um novo conceito que as empresas devem abraçar completamente. Hoje, escolas, cursos técnicos e universidades oferecem aulas, palestras, disciplinas e cursos focados no empreendedorismo.

Empreendedorismo no Brasil

Devido ao nosso desenvolvimento econômico um pouco mais defasado em relação a outros países, este tema pode ser ainda considerado um pouco como novidade entre empresários, uma vez que muitos até mesmo já conhecem o tema e sabem, em teoria, o que significa, mas não sabem como aplicá-los na prática. No Brasil, calcula-se uma “taxa de empreendedorismo” como sendo a proporção entre o número de empreendimentos que surgiram nos últimos 42 meses e o número total de empreendimentos em atividade – e este número gira em torno de 13%.

Um tipo específico de empreendedorismo que vem sendo bastante comentado é o empreendedorismo corporativo, abordagem pela qual uma empresa já estabelecida busca expandir e/ou consolidar seu mercado de atuação por meio de novos projetos, levando assim seus funcionários a desenvolverem um espírito mais empreendedor. O empreendedorismo corporativo não se trata somente de uma forma de manter a cultura empreendedora, muitas vezes trata-se de uma estratégia vital para a sobrevivência e prosperidade da empresa, como no caso da Havaianas, que precisou repensar toda a sua marca a fim de sobreviver à competição gerada pelos calçados Rider. Pode-se considerar a taxa de crescimento de uma empresa como sendo diretamente proporcional à sua capacidade de empreender.

Mas essas não são as únicas formas de empreendedorismo vigentes: há também o empreendedorismo social, isto é, a forma encontrada para levar as práticas empreendedoras para a execução de projetos sociais.

Se você gostou deste artigo, que tal...

Como ganhar dinheiro fácil

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber dicas sobre como ganhar dinheiro em seu e-mail e "de quebra" baixar o e-book "Manual do Investidor"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print