Em terra de samba, futebol e mulheres bonitas… Para que servem as eleições?

Não tem história, não tem conversa. Hoje quero desabafar e vou falar a verdade sobre o que penso a respeito de nossas queridas eleições que já estão se aproximando

Quem aqui lembra delas? Não dá, não é? Às vésperas da Copa, torcer para que o Brasil levante uma taça por ser “bom em futebol” é muito mais importante do que decidir aqueles que irão governar nosso país pelos próximos quatro anos – “quatro anos passam rápido, mais tarde escolhemos outro melhor”. É, o problema é que será outra vez “ano de Copa” (no Brasil! :) ) e aí outra vez vamos adiar decisões tão importantes quanto esta.

Você já sabe em quem vai votar? E por que? Conhece realmente a sua plataforma? Sabe o que ele irá fazer? Sim, fazer de verdade! Porque é muito fácil ir até a televisão, em horário eleitoral e criticar a saúde, transporte, segurança pública, educação, alimentação, moradia, oportunidades de emprego e, de quebra, o Brasil na Copa (sim, todo mundo está falando disso, acho inclusive que o candidato que irá ganhar este ano será aquele que mais enfatizar a importância desta Copa para o Brasil).

Lembrem-se: criticar não resolve nada. O que resolve são as ações e a única forma de eles apresentarem aquilo que esperam fazer caso eleitos são por meio de sua plataforma, por meio de documentos bem redigidos dizendo aonde o dinheiro público será empregado!

Mas não adianta, quem presta atenção nisso, não é? Brasil é a terra do samba, futebol e das mulheres bonitas, isso não há o que negar. Entretanto, eu queria que meu Brasil fosse também a terra das oportunidades de empregos, da boa qualidade de vida e visto pelo resto do mundo não como um “país em desenvolvimento”, que para mim é como dizer que um país “não é, mas deixe ele sonhar chegar lá” (praticamente a mesma coisa, quando dizemos que alguém é “bonitinha(o)” para não dizer que “parece que foi batizada(o) pelo diabo” 😀 ), mas como um país bem desenvolvido, digno de real respeito.

Você pode estar se perguntando o porquê deste “artigo tão revoltado”. Bem, o fato é que eu estava a passar pelo website Opinião e Notícia quando vi o artigo Acima da Lei. Parei, li e apesar de que já havia tomado conhecimento de ao menos metade do que lá está divulgado, foi o suficiente para levar-me à conclusão de que isso só acontece porque nós, brasileiros, permitimos.

Nós pagamos os salários dos políticos, então deveríamos ter bons políticos lá para auxiliar nosso país em seu desenvolvimento, entretanto o que vemos é muitas histórias sobre propinas, escândalos e CPIs, obras superfaturadas e “bolsa-alguma-coisa” como se fossem solução para o nosso país. Aliás, não gosto das bolsas nem das cotas – não se conquista igualdade separando as pessoas, mas sim oferecendo condições iguais para todos!

Enfim, vou torcer pelo Brasil nesta Copa e sei que todos aqui farão, só peço que não se esqueçam que o Brasil não irá “parar de funcionar” antes, durante ou após a Copa, logo se não começarmos a refletir sobre os problemas dele e o que podemos fazer para resolvê-los, ninguém o fará.

Se for para sermos somente a terra do samba, do futebol e das mulheres bonitas, para que servem as eleições? Em minha opinião, qualquer palhaço poderia então ajudar a governar o país e acredito que teríamos menos escândalos. Meu voto vai, então, para o Palhaço Cheirosinho, um artista de circo do estado de Pernambuco. :)

E assim vamos para mais um ano de eleições que, quando sair o resultado, a única coisa que eu conseguirei dizer é (parafraseando Palhaço Cheirosinho): “homem, deixa de brincadeira”!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber dicas sobre como ganhar dinheiro em seu e-mail e "de quebra" baixar o e-book "Manual do Investidor"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print