Economia de verdade começa em casa!

Muitas vezes falamos aqui no Giga Mundo sobre quão importante é a redução dos custos para a boa saúde financeira pessoal, famíliar ou mesmo empresarial. Sabemos que precisamos economizar, mas será que realmente planejamos a curto, médio e longo prazo metas e tarefas para que a economia seja realmente eficaz sem prejudicar nossas atividades?

Apesar do título transmitir uma ideia clara de economia doméstica, ela é útil também em empresas, principalmente as micro e pequenas empresas, onde os gastos com energia, materiais e equipamentos podem facilmente igualar-se aos gastos com pessoal.

Razões para a economia de recursos e materiais

A primeira razão é, obviamente, a economia de recursos financeiros que se faz presente. A partir do momento em que você deixa de desperdiçar recursos como água, energia elétrica, gás e combustível (gasolina, álcool, etc.), você poderá empregar o dinheiro que seria gasto com eles em outros meios mais úteis, como na aquisição de algum equipamento, treinamento de sua equipe, investimento em ativos, etc.

A segunda razão é quanto à melhor distribuição dos recursos: se você economiza, por exemplo, no consumo de energia elétrica, as centrais poderão melhor abastecer outros pontos da cidade. Idem com a água ou o gás. O problema do apagão que passamos alguns anos atrás deveu-se justamente a isso: o consumo em excesso, juntamente com o crescimento desenfreado principalmente das metrópoles, desestabilizou os sistemas de distribuição de energia elétrica, o que levou vários lugares a passarem por constantes problemas na recepção da energia elétrica.

A terceira razão aqui apresentada é quanto ao menor impacto ambiental que se consome. Quanto mais energia elétrica é necessária, mas hidrelétricas e outras usinas de energia são construídas e cada qual delas possui um grau de impacto na natureza. As hidrelétricas provocam o alagamento de grandes regiões, forçando moradores locais a irem para outros lugares, bem como afetando a fauna e flora presentes. Prejudica também as atividades de pesca naquela região. Se economizarmos recursos não precisaremos construir tantas novas instalações. A natureza agradece.

Bem, espero que com as três razões apresentadas você tenha compreendido por que precisamos  economizar (ou racionar, como geralmente denominamos em períodos de crise – não estamos em crise, mas devemos estar sempre atentos). Agora, que tal algumas dicas selecionadas por nós para você conseguir fazer uma super economia em casa ou em sua empresa?

Dicas para economizar energia elétrica, água e outros recursos

  • Se não precisa, desligue – um dos principais erros que cometemos é manter muitos eletrodomésticos e lâmpadas ligados desnecessariamente.
    • Seu forno de microondas apresenta um relógio enquanto ligado mas você nem lembrava disso? Então desligue-o e ligue somente quando for aquecer algo lá.
    • A impressora está sempre ligada enquanto o computador estiver ligado mesmo que não esteja imprimindo? Ligue somente quando precisar.
    • Há muitas lâmpadas ligadas em sua casa? Acenda somente aquelas que estiver realmente precisando.
    • Banho demorado com ou sem chuveiro elétrico pode não ser boa idéia – consome energia elétrica e água.
    • Aliás, não use mangueira para lavar o carro, mas sim um ou dois baldes de água, pois isso ajuda a controlar o desperdício de água nessa atividade. Atente-se ao consumo de energia em sua casa e empresa, repense toda a estrutura e responda à pergunta: há algo que está desnecessariamente consumindo energia ou água? Como podemos reverter isso?
  • Troque equipamentos por outros mais econômicos – uma segunda medida para conseguir maior economia é trocar certos equipamentos e dispositivos que consomem muita energia.
    • Lâmpadas incandescentes, por exemplo, além de tornar o ambiente mais quente representam um consumo maior de energia do que as lampadas fluorescentes.
    • A geladeira deve ser o principal alvo: segundo o InfoMoney no Yahoo!Finance, ela representa de 25 a 30% do consumo de energia em uma residência. E agora, uma notícia animadora: segundo a mesma fonte, o governo estará oferecendo incentivos a fim de que possamos trocar as geladeiras de nossas residências por outras mais econômicas e com menor impacto ambiental, reduzindo assim o consumo de energia, é só ficar atento e descobrir a partir de quando estará disponível tal opção em sua cidade.
    • No caso de empresas (ou em casa também), principalmente aquelas da área de TI, comunicação e gráficas, computadores podem representar um alto custo de energia. Revise a rede elétrica a fim de verificar se ela é realmente adequada e, se possível, troque computadores por notebooks (por experiência própria, digo que isso é altamente recomendável aos profissionais freelancers!). O custo de um notebook hoje está bem em conta, você pode levá-lo para qualquer lugar e pode significar um corte no consumo de energia de até dois terços em relação ao computador (isso mesmo, um notebook chega a consumir somente um terço do que um computador pode consumir);
  • Utilize melhor os equipamentos – um outro vilão do desperdício é o fato de muitas vezes não estarmos acostumados a executar nossas tarefas de forma “econômica”. Certas tarefas podem ser acumuladas e feitas de uma só vez, consumindo menos energia e água.
    • O hábito de passar ferro em uma ou duas peças de roupa, em vez de acumular e passar todas à noite, em um horário que não seja o horário de pico de uso de energia (a partir das 21 horas, por exemplo), pode e contribui em muito com o aumento da conta.
    • Da mesma forma, o ideal é lavar sempre uma quantidade de roupas próxima ao limite da lavadora de roupas, consumindo menos água e energia.
    • Não abrir desnecessariamente a geladeira, pois além de levar a mesma a consumir mais energia para manter a temperatura dela, também o expõe aos gases existentes nela (que muitas vezes possui algum nível de toxicidade);
  • Educação e conscientização são importantes – não adianta só você em sua casa ou trabalho erguer a bandeira em prol da economia, todos devem participar. Filhos, funcionários, sócios e amigos também devem ajudar. Aliás, ajude a divulgar esta nossa mensagem sobre a importância do racionamento entre amigos, familiares, escolas e no ambiente de trabalho: converse sobre o assunto, imprima estas dicas ou, se possível, indique o nosso site – sempre falamos sobre temas importantes para a conscientização, então esta é uma forma de garantir que todos terão acesso aos mesmos.

Bem, agora você possui muito mais razões para economizar, salvar o seu bolso e, quem sabe, fazer sua parte para salvar o planeta. 😉

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber dicas sobre como ganhar dinheiro em seu e-mail e "de quebra" baixar o e-book "Manual do Investidor"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print