Compras pela Internet – Riscos e benefícios

Comprar pela internet ainda é para mim de certa forma uma novidade, lembro que quando comecei no ano passado me meti de cara em uma encrenca daquelas, comprei um mp4 “xing ling – made in japan” nas mãos de um vendedor de um site conhecido e acabei pagando o valor do aparelho mais uma taxa de importação altíssima, tudo por conta de assumir um risco que segundo o vendedor era nas palavras dele “extremamente baixo”.

Além disso, um outro problema que ocorrera é que o mp4 que deveria ser de 4 GB era, na verdade, de 1 GB. Esta fraude é muito praticada por fabricantes, que conseguem adulterar as informações de mp3 e mp4 players e “vendem o gato por lebre”. Quando você compra sem uma nota fiscal ou garantia – eu não sabia, mas era o que eu estava fazendo – você se expõe também a este risco – nessa hora, nada melhor do que comprar numa loja certificada e reconhecida, que apesar de ter o preço um pouco mais alto, sabe exatamente a proveniência de seu produto e poderá efetuar a troca rapidamente para você.
Depois do primeiro choque com experiências comerciais pela Internet, resolvi dar um tempo sem me arriscar novamente. Mas depois surgiu uma oportunidade realmente tentadora e muito mais segura. Sabemos que lojas reconhecidas no país inteiro ou em grandes regiões não colocariam sua reputação a perder vendendo seus produtos na Internet de maneira errada, então, partindo deste princípio, comecei a efetuar pequenas compras em sites mais conhecidos.

O grande risco de comprar o que seja pela Internet está no compromisso que o vendedor (não o site que apresenta o vendedor) assume com o cliente. O vendedor pode omitir informações, pode “maquiar” o produto – fazer o produto parecer mais atrativo do que realmente ele é, e baixar extremamente os preços – causando euforia nos desavisados e desconfiança nos compradores mais experientes.

Por outro lado, comprar em sites realmente confiáveis (sites de grandes lojas) tem o benefício do compromisso com o cliente, o prazo de entrega (que geralmente é cumprido à risca) e a garantia de qualidade do produto, que, além disso, traz sempre a certeza de que você receberá exatamente o produto com as especificações que pediu, e não um similar.

Compras pela Internet

O ponto que considero mais importante com relação a esse tipo de compra não leva em consideração a compra em si através de um site, mas sim a comodidade de se ter ao alcance das mãos uma infinidade de produtos – uma vitrine virtual, à disposição vinte e quatro horas por dia para pesquisa de preços e comparação entre opções. Neste ponto, a Internet supera uma simples ida às lojas para dar aquela olhadinha nas vitrines, pois você obtém muitíssimo mais informação na tela do seu computador do que perguntando a um vendedor. E, no mais, acaba se tornando muito melhor escolher o que se quer comprar fazendo este tipo de pesquisa e ir a uma loja da sua cidade verificar que na maioria das vezes o preço é o mesmo, do que comprar o produto pela Internet e pagar o frete às vezes.

E muita atenção quanto à autenticidade do site: muitas vezes você pode acessar algum site a partir de um e-mail e descobrir que o link era para um vírus ou, pior, uma tentativa de fishing – você está sendo redirecionado para um programa ou website que finge ser outro a fim de que você introduza nele dados confidenciais. Sendo assim, confirme se aquele endereço acessado é o endereço correto.

Dentre os atuais sistemas de venda atuais, os mais confiáveis (que é naqueles em que compramos) são a americanas.com, submarino.com.br e amazon.com . Entretanto, vale lembrar que não há 100% de garantia em algo – já houve pessoas que tiveram problemas com compras em sites reconhecidos e grandes como esses, geralmente por ações de má fé praticadas por pessoas dentro da organização, não sendo, portanto, uma intenção da empresa.

Quanto ao mercadolivre.com.br, dependerá da reputação do vendedor com quem você estará negociando, ok? Então considere muito isso.

No fim das contas, o que vale é, como sempre, a mesma regra: precavenha-se! Quanto mais precavido você for, ou seja, levar em consideração a reputação do vendedor, meio pelo qual a venda está sendo feita, segurança quanto aos seus dados (você não quer seu cartão clonado ou que apareçam diversas compras “suas” que você não pediu, não é?), melhor. E não se esqueça de comparar com os produtos de sua cidade – às vezes, você descobre que, no fim das contas, será melhor comprar “aqui” do que “lá”, ou vice-versa.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber dicas sobre como ganhar dinheiro em seu e-mail e "de quebra" baixar o e-book "Manual do Investidor"?

E-mail:

2 comments

  1. patricia says:

    pq não seleciona?

  2. admin says:

    Olá, Patrícia.

    Nós selecionamos sim! Já efetuamos compras (como qualquer ser humano ^^) em várias lojas físicas e virtuais e, a cada compra, avaliamos os prós e contras.

    Levamos também em conta as experiências de terceiros sobre suas contas e foi desta forma que acabamos elegendo aquelas três que citamos como tendo boa reputação e confiabilidade.

    Acrescentaríamos a essa lista o ebay.com onde efetuamos compra outro dia. Meu pedido não chegou, entretanto o ebay.com interviu de forma correta no processo e foi-me ressarcido o valor completo do mesmo.

    E as compras e análises continuam, pois este é um assunto que tão cedo morrerá, principalmente para aqueles que curtem adquirir livros e outros produtos importados. :)

    Um abraço e até breve!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print