Como prevenir roubos de celulares – e reduzir o impacto

Quem consegue viver hoje sem um bom celular? Na verdade, a maioria dos celulares hoje não deveriam ser chamados somente de celulares – são smartphones, isto é, pequenos computadores de bolso com funcionalidades como execução de jogos e aplicativos, reprodução de áudio, vídeo e documentos, bem como realização de ligações telefônicas e envio de SMS. Entretanto, todo esse poder de processamento móvel possui um preço (bastante salgado) – dos meros R$ 80,00 ou R$ 90,00 que custariam hoje um celular somente com as funções básicas de um celular, os smartphones hoje custam em média de R$ 400,00 a R$ 1.000,00.


E no caso de um furto ou roubo de um celular? Quem amargará o prejuízo? Segundo dados da Consumer Reports, somente nos Estados Unidos mais de 3,1 milhões de smartphones foram roubados em 2013. 


Bem, considerando tudo isso, é bom tomar algumas medidas com o intuito de prevenir roubos de celulares e de seus dados. Seguem algumas delas.


1. Evite expô-lo desnecessariamente.


Algumas pessoas costumam sair para jantar e deixá-lo em cima da mesa, outras até mesmo em uma mesinha de um trailer, ao ar livre, fazem a mesma coisa. Além de torná-lo alvo fácil de outras pessoas mal intencionadas, as chances de você esquecer o mesmo naquele local são muito maiores.


Mantenha o seu celular em seu bolso ou bolsa e somente o retire de lá quando for realmente necessário. Se você sabe que o ambiente não é o mais confiável ou tranquilo de todos, não fique jogando em seu celular, por exemplo. Idem para selfies – evite retirar selfies em lugares que não pareçam muito seguros.


2. Evite levar seu celular a lugares muito arriscados.


Vai sair em algum bloco no carnaval ou vai àquele show que vai estar superlotado? Ótimo! Mas que tal deixar o seu celular em casa? Se vai acompanhado por outra pessoa ou em grupo, basta que somente uma pessoa leve o celular (quanto menos celulares, menores as chances de furto). Além disso, sempre que possível, opte por levar um modelo mais velho ou mais simples, caso você ainda tenha seu celular antigo e o mesmo ainda funcione.


3. Use algum código de segurança


Outro passo importante para se proteger é utilizar sempre um código de segurança em seu computador, tornando mais difícil assim o acesso às funcionalidades do mesmo. Assim, caso alguém o furte ou roube, você terá tempo suficiente para bloquear todas as funcionalidades e cancelar o seu chip antes que o delinquente se utilize do mesmo para benefícios próprios e você ainda tenha que pagar a conta telefônica no final.


4. Use um aplicativo anti-furtos.


Há vários aplicativos anti-furtos que podem ser utilizados com o intuito de identificar a localização do seu celular, conseguir informações do delinquente (por meio da câmera, por exemplo), bloquear todas as funcionalidades e até mesmo acionar a polícia. Identifique qual tipo de aplicativo melhor se encaixa em suas expectativas e use-o.


5. Vá até a polícia e faça um boletim de ocorrência.


Logo após acontecer o furto ou roubo, dirija-se a uma delegacia, preste queixa e preencha o boletim de ocorrência. É pouco provável que a polícia consiga recuperar seu celular, pois por ser muito pequeno, é muito fácil ser ocultado ou vendido, entretanto essa medida é para protegê-lo, caso seu celular seja utilizado para algo que possa prejudicá-lo mais tarde – por exemplo, os criminosos podem utilizá-lo para contatar pessoas em um sequestro.


Mesmo essas cinco dicas sendo úteis, elas podem não ser suficientes para evitar furtos, assim sendo, você deve ter sempre máxima atenção quanto ao local em que deixou o seu celular e quem se encontra naquele mesmo ambiente!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber dicas sobre como ganhar dinheiro em seu e-mail e "de quebra" baixar o e-book "Manual do Investidor"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print